Pe­tis­ta é réu em cin­co ações, três na La­va Ja­to

Folha De S.Paulo - - Poder - BRU­NO BOGHOSSIAN

Não fos­sem os ca­be­los mais bran­cos e ra­los, po­de­ria ser o mes­mo Lu­la do mo­vi­men­to sin­di­cal ou de su­as pri­mei­ras cam­pa­nhas.

Em um ato no ser­tão da Pa­raí­ba, o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va se lan­çou na are­na elei­to­ral de 2018 e ata­cou seus opo­si­to­res por ten­tar im­pe­dir que ele vol­te a se can­di­da­tar ao Pa­lá­cio do Pla­nal­to.

De­pois de vi­si­tar um tre­cho con­cluí­do das obras de trans­po­si­ção do rio São Fran­cis­co, Lu­la dis­se es­tar dis­pos­to a “bri­gar nas ru­as”, em re­fe­rên­cia à dis­pu­ta elei­to­ral.

“Nem sei se es­ta­rei vi­vo pa­ra ser can­di­da­to em 2018, mas sei que eles que­rem evi­tar que eu se­ja. Eles que pe­çam a Deus pa­ra eu não ser can­di­da­to. Por­que, se eu for, é pa­ra ga­nhar”, de­cla­rou o ex­pre­si­den­te pe­tis­ta di­an­te de mi­lha­res de pes­so­as que lo­ta­ram a pra­ça cen­tral de Mon­tei­ro, no ser­tão da Pa­raí­ba, a 305 quilô­me­tros da ca­pi­tal, João Pes­soa.

Na se­ma­na pas­sa­da, o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer es­te­ve no mes­mo lo­cal, inau­gu­ran­do o tre­cho les­te da trans­po­si­ção —obra ini­ci­a­da em 2007, na ges­tão do pe­tis­ta.

Foi o que mo­ti­vou a re­a­ção de Lu­la. Ele su­biu ao pa­lan­que ao la­do da ex-pre­si­den­te Dil­ma Rous­seff, de go­ver­na­do­res, de­pu­ta­dos e se­na­do­res ali­a­dos.

Em mais de uma oca­sião, o ex-pre­si­den­te fez men­ção in­di­re­ta às sus­pei­tas le­van­ta­das contra ele no âm­bi­to de ope­ra­ções co­mo a La­va Ja­to, apon­tan­do que es­ses pro­ces­sos têm o ob­je­ti­vo de mi­nar sua can­di­da­tu­ra.

“Es­tou à es­pe­ra de um em­pre­sá­rio me de­nun­ci­ar e di­zer se tem R$ 1 na mi­nha con­ta”, dis­se.

“Vo­cês sa­bem o que es­tão ten­tan­do fa­zer com a es­quer­da, o que fi­ze­ram com a Dil­ma e es­tão ten­tan­do fa­zer co­mi­go. Se eles qui­se­rem bri­gar co­mi­go, vão bri­gar nas ru­as, pa­ra que o po­vo pos­sa ser o

DE SÃO PAU­LO

O ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va (PT) é réu em cin­co ações pe­nais, três das quais de­cor­ren­tes da Ope­ra­ção La­va Ja­to, acu­sa­do por cri­mes co­mo cor­rup­ção pas­si­va, la­va­gem e or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa.

Se for con­de­na­do em se­gun­da ins­tân­cia até o plei­to de 2018, fi­ca­rá ine­le­gí­vel e não po­de­rá con­cor­rer. se­nhor da ra­zão.”

Lu­la é réu em cin­co ações pe­nais. Se con­de­na­do em se­gun­da ins­tân­cia, ele po­de ser bar­ra­do pe­la Lei da Ficha Lim­pa e im­pe­di­do de dis­pu­tar elei­ções. A de­mons­tra­ção de apoio po­pu­lar é en­ten­di­da pe­los pe­tis­tas co­mo es­cu­do po­lí­ti­co.

Com um dis­cur­so in­fla­ma­do, Dil­ma de­fen­deu seu pa­dri­nho po­lí­ti­co e o lan­çou aber­ta­men­te à Pre­si­dên­cia em 2018.

Em um ca­so, Lu­la é acu­sa­do de ten­tar com­prar o si­lên­cio do de­la­tor Nes­tor Cer­ve­ró. Em ou­tro, pro­cu­ra­do­res di­zem que a OAS pa­gou R$ 3,7 mi­lhões em pro­pi­na a Lu­la na re­for­ma de um trí­plex no Gu­a­ru­já (SP) e no ar­ma­ze­na­men­to de bens após ter dei­xa­do a Pre­si­dên­cia.

Tam­bém é acu­sa­do de fa­vo­re­cer a Ode­bre­cht em con­tra­tos em An­go­la em tro­ca do re­pas­se de R$ 30 mi­lhões a um so­bri­nho da ex-mu­lher de Lu­la. Te­ria ain­da re­ce­bi­do pro­pi­na da Ode­bre­cht pa­ra com­prar um ter­re­no, on­de se­ria cons­truí­da uma se­de do Ins­ti­tu­to Lu­la.

“Há um se­gun­do gol­pe, que é im­pe­dir que can­di­da­tos po­pu­la­res se­jam co­lo­ca­dos à dis­po­si­ção do po­vo. O Lu­la é um des­ses can­di­da­tos. Va­mos dei­xar o Lu­la se en­con­trar com a de­mo­cra­cia”, de­cla­rou a pe­tis­ta. “No ta­pe­tão, não!”, bra­dou.

Lu­la e Dil­ma de­sem­bar­ca­ram na ma­nhã de do­min­go em Cam­pi­na Gran­de e se­gui­ram em com­boio até Mon­tei­ro, on­de fi­ze­ram uma inau­gu­ra­ção sim­bó­li­ca de um ca­nal

Lu­la e Dil­ma ata­ca­ram o go­ver­no atu­al pe­la re­for­ma da Pre­vi­dên­cia. A ex-pre­si­den­te cha­mou Te­mer de “ca­ra de pau” por ter inau­gu­ra­do o mes­mo tre­cho da trans­po­si­ção e vol­tou a ata­car o im­pe­a­ch­ment.

“Até as pe­dras sa­bem que eu nun­ca co­me­ti ne­nhum cri­me e que eles de­ram es­se gol­pe pa­ra ti­rar os di­rei­tos que nós de­mos du­ran­te os nos­sos go­ver­nos”, afir­mou a ex-pre­si­den­te.

Mo­ra­do­res de Mon­tei­ro ce­le­bram obra da trans­po­si­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.