Vi­das pa­ra­le­las

Folha De S.Paulo - - Opinião -

SÃO PAU­LO - Com um in­ter­va­lo de pou­cas ho­ras, bra­si­lei­ros e nor­te­a­me­ri­ca­nos vi­ram seus pre­si­den­tes en­vol­vi­dos em de­nún­ci­as do­cu­men­ta­das de obs­tru­ção de Jus­ti­ça.

No ca­so de Mi­chel Temer, há a gra­va­ção em que ele te­ria chan­ce­la­do o pa­ga­men­to de pro­pi­na pa­ra si­len­ci­ar Edu­ar­do Cu­nha. No de Do­nald Trump, exis­te o me­mo­ran­do es­cri­to por Ja­mes Co­mey quan­do ain­da era di­re­tor do FBI em que afir­ma que o mag­na­ta lhe pe­diu que uma in­ves­ti­ga­ção so­bre seu go­ver­no fos­se aba­fa­da. Se con­fir­ma­dos, são de­li­tos que jus­ti­fi­ca­ri­am im­pe­a­ch­ment, pro­ces­sos cri­mi­nais e até ca­deia.

Am­bos os lí­de­res têm, no­mi­nal­men­te, con­for­tá­veis mai­o­ri­as no Con­gres­so, que os pro­te­ge­ri­am con­tra o im­pe­a­ch­ment e, pro­vi­so­ri­a­men­te, tam­bém con­tra uma ação pe­nal. Em fa­vor dos man­da­tá­ri­os há ain­da o fa­to de que as eco­no­mi­as de seus paí­ses ou es­tão em boa for­ma —EUA— ou se en­con­tra(va)m em tra­je­tó­ria de re­cu­pe­ra­ção —Bra­sil.

As se­me­lhan­ças pa­ram por aqui. Em­bo­ra um im­pe­a­ch­ment de Trump se­ja uma pos­si­bi­li­da­de re­al, não há por ora si­nais de que os re­pu­bli­ca­nos, que do­mi­nam as du­as Ca­sas le­gis­la­ti­vas, es­te­jam dis­pos­tos a de­por seu lí­der. Já Temer pa­re­ce ter per­di­do quais­quer con­di­ções po­lí­ti­cas de man­ter-se à fren­te do go­ver­no.

A di­fe­ren­ça fun­da­men­tal en­tre os dois paí­ses, me pa­re­ce, é que nos EUA a po­lí­ti­ca, em­bo­ra te­nha so­fri­do bas­tan­te nos úl­ti­mos me­ses, ain­da não se tor­nou uma ati­vi­da­de tó­xi­ca. Por aqui, os mal­fei­tos são em tal quan­ti­da­de e es­tão tão dis­se­mi­na­dos por par­ti­dos de to­dos os cam­pos do es­pec­tro ide­o­ló­gi­co que a pró­pria tes­si­tu­ra do sis­te­ma apre­sen­ta si­nais de es­gar­ça­men­to. Uma ou ou­tra acu­sa­ção lan­ça­da po­de até ser in­jus­ta, mas sa­be­mos que o sis­te­ma es­tá podre e que pou­cas li­de­ran­ças re­sis­ti­rão às in­ves­ti­ga­ções. No que não dei­xa de ser um paradoxo, vi­ve­mos uma cri­se po­lí­ti­ca que nos pri­va de nos­sos prin­ci­pais po­lí­ti­cos e só po­de­rá ser re­sol­vi­da atra­vés da po­lí­ti­ca. he­lio@uol.com.br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.