Gra­va­ção en­tre pre­si­den­te e Jo­es­ley não é con­clu­si­va

Ao ou­vir pro­vi­dên­ci­as to­ma­das por Jo­es­ley em re­la­ção a Cu­nha, Temer afir­mou: ‘Tem que man­ter is­so, viu?’

Folha De S.Paulo - - Poder - LE­TÍ­CIA CASADO CA­MI­LA MATTOSO RU­BENS VA­LEN­TE

Áu­dio que veio a pú­bli­co pos­sui tre­chos inau­dí­veis e não dei­xa cla­ra a com­pra de si­lên­cio de ex-de­pu­ta­do

Em con­ver­sa gra­va­da, o pre­si­den­te Mi­chel Temer (PMDB) afir­mou ao em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta, ao ou­vir as ini­ci­a­ti­vas que o do­no do gru­po JBS vi­nha to­man­do com re­la­ção ao ex-de­pu­ta­do fe­de­ral Edu­ar­do Cu­nha (PMDB-RJ): “Tem que man­ter is­so, viu?”.

O áu­dio que veio a pú­bli­co do diá­lo­go não é con­clu­si­vo so­bre a re­a­li­za­ção de pa­ga­men­tos ao ex-de­pu­ta­do pa­ra com­prar seu si­lên­cio.

Após a fa­la de Temer, Jo­es­ley afir­ma: “To­do mês”, o que in­di­ca, se­gun­do o em­pre­sá­rio afir­mou em seu acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da fe­cha­da com a PGR (Pro­cu­ra­do­ria Ge­ral da Re­pú­bli­ca), acer­tos em di­nhei­ro.

Cu­nha, que es­tá pre­so no Pa­ra­ná, tem in­di­ca­do nos bas­ti­do­res a ideia de fazer um acor­do de de­la­ção com a La­va Ja­to.

O si­gi­lo ju­di­ci­al so­bre a gra­va­ção, que in­te­gra o acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da ho­mo­lo­ga­da com o em­pre­sá­rio do gru­po JBS, foi der­ru­ba­do nes­ta quin­ta-fei­ra (18) por or­dem do mi­nis­tro re­la­tor dos ca­sos da Ope­ra­ção La­va Ja­to no STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral), Ed­son Fa­chin. A con­ver­sa con­tém tre­chos inau­dí­veis, e não hou­ve trans­cri­ção fei­ta pe­las au­to­ri­da­des da Jus­ti­ça.

Mi­nu­tos an­tes, o mi­nis­tro ha­via au­to­ri­za­do a en­tre­ga de uma có­pia da gra­va­ção à área ju­rí­di­ca do Pla­nal­to.

A gra­va­ção tem 38min57s. O tre­cho em que Jo­es­ley tra­ta com Temer so­bre o seu re­la­ci­o­na­men­to com Cu­nha, que es­tá pre­so por or­dem do juiz fe­de­ral Ser­gio Mo­ro, du­ra cer­ca de três mi­nu­tos.

Ba­tis­ta afir­ma que fez “o má­xi­mo” e “ze­rou tu­do”, re­fe­rin­do-se a “pen­dên­ci­as” que ti­nha com Cu­nha.

O ex-de­pu­ta­do te­ria “co­bra­do” al­go que não fi­ca cla­ro na con­ver­sa.

Na in­ter­pre­ta­ção do pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not, ex­pres­sa em do­cu­men­to en­vi­a­do ao STF, Jo­es­ley es­ta­ria re­la­tan­do a Temer pa­ga­men­to de pro­pi­na a Edu­ar­do Cu­nha.

Jo­es­ley con­tou ao pre­si­den­te que ti­nha um con­ta­to em co­mum tanto com Cu­nha quan­to com seu ali­a­do, o cor­re­tor de va­lo­res Lú­cio Bo­lo­nha Fu­na­ro: tra­ta­va-se do ex­mi­nis­tro da Se­cre­ta­ria de Go­ver­no Ged­del Vi­ei­ra Li­ma.

Po­rém Jo­es­ley dis­se que per­deu con­ta­to com Ged­del de­pois do es­cân­da­lo que le­vou à que­da de mi­nis­tro no fi­nal de 2016. Ged­del pas­sou a ser “in­ves­ti­ga­do”, se­gun­do Jo­es­ley, e por is­so ele evi­ta­va en­trar em con­ta­to com ele.

Temer con­cor­dou com o em­pre­sá­rio, fa­lou em “cui­da­do”, em um ce­ná­rio “com­pli­ca­do” e pon­de­rou que po­de­ria apa­ren­tar uma “obs­tru­ção à Jus­ti­ça”, con­du­ta con­si­de­ra­da cri­me pe­lo Código Pe­nal.

Na sequên­cia da con­ver­sa, Jo­es­ley re­su­me o qua­dro: “O que que eu mais ou me­nos dei con­ta de fazer até ago­ra. Eu tô de bem com o Edu­ar­do, ok?”. Nes­se mo­men­to, Temer con­cor­da: “Tem que man­ter is­so, viu?”. Jo­es­ley com­ple­men­ta: “To­do mês”. CUI­DA­DOS Em ou­tra gra­va­ção, Jo­es­ley diz ao de­pu­ta­do fe­de­ral Ro­dri­go Ro­cha Lou­res (PMDBPR) a sua ver­são so­bre o que te­ria di­to a Temer. “Eu dis­se pra Mi­chel, des­de quan­do Edu­ar­do foi pre­so e ele [Fu­na­ro], qu­em es­tá se­gu­ran­do as pon­tas sou eu”. Lou­res con­cor­dou: “Cui­dan­do de­les lá”. Pa­ra o de­pu­ta­do, es­sa aju­da “es­ta­bi­li­zou” Cu­nha.

“Ago­ra, o que eu co­men­tei com Mi­chel que o pro­ble­ma é o se­guin­te, ô, Ro­dri­go, a gen­te tem que pen­sar que es­sa si­tu­a­ção não dá pa­ra fi­car o res­to da vi­da. Um mês vai, dois me­ses, três me­ses, seis me­ses, mas vai che­gan­do uma ho­ra que vo­cê vai in­do, vo­cê vai in­do...”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.