In...

Mer­ca­do po­lí­ti­co es­pe­cu­la qu­em po­de­ria ser aci­o­na­do co­mo can­di­da­to à Pre­si­dên­cia ca­so Mi­chel Temer caia

Folha De S.Paulo - - Poder -

O man­to da incerteza co­bre não só o fu­tu­ro de Mi­chel Temer à fren­te da Pre­si­dên­cia, mas tam­bém as op­ções de saí­das elei­to­rais no ca­so de sua que­da: elei­ção di­re­ta ou in­di­re­ta, co­mo pre­vê a Cons­ti­tui­ção?

En­quan­to is­so, o mun­do po­lí­ti­co es­pe­cu­la no­mes, em es­pe­ci­al no ce­ná­rio in­di­re­to.

Emer­gem, en­tre ou­tros, a pre­si­den­te do Su­pre­mo, Cár­men Lú­cia, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEMRJ) e o mi­nis­tro da Fa­zen­da, Hen­ri­que Mei­rel­les.

Cár­men tem con­ver­sa­do com al­to em­pre­sa­ri­a­do e po­lí­ti­cos. Mi­nei­ra, ela já mos­trou que po­de jo­gar além dos li­mi­tes ins­ti­tu­ci­o­nais es­trei­tos em epi­só­di­os co­mo no apa­zi­gua­men­to de um Renan Ca­lhei­ros que ha­via de­so­be­de­ci­do à Jus­ti­ça.

A van­ta­gem ób­via: é um no­me do “par­ti­do da to­ga”, lon­ge dos ro­los da La­va Ja­to. A des­van­ta­gem: o que esperar de­la em ter­mos de con­du­ção de po­lí­ti­ca econô­mi­ca. Irá se com­pro­me­ter com re­for­mas de­se­ja­das pe­la mes­ma eli­te que ago­ra con­tem­pla se aban­do­na Temer?

Aqui o no­me de Mei­rel­les (PSD) ga­nha for­ça, pois po­de­ria se ven­der co­mo o “ho­mem das re­for­mas” e acal­mar o mer­ca­do que pre­vê o Apo­ca­lip­se a ca­da cri­se. Se­ria im­po­pu­lar, co­mo Temer, mas o man­da­to é tam­pão.

O pro­ble­ma é que, ten­do si­do pre­si­den­te do con­se­lho da hol­ding que con­tro­la a JBS e ou­tras em­pre­sas até 2016, há dú­vi­das na clas­se po­lí­ti­ca e en­tre em­pre­sá­ri­os so­bre o que po­de­ria ser di­to so­bre ele pe­los ir­mãos de­la­to­res.

Até aqui, ele es­ca­pou da La­va Ja­to, ten­do de­pos­to co­mo tes­te­mu­nha de de­fe­sa de Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va.

Fos­se re­a­li­za­da elei­ção di- Pro­ces­so O pri­mei­ro da fi­la pa­ra as­su­mir pro­vi­so­ri­a­men­te a pre­si­dên­cia é Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), pre­si­den­te da Câ­ma­ra. Ele é que de­ve cha­mar as elei­ções, re­a­li­za­das em ses­são con­jun­ta do Se­na­do e da Câ­ma­ra Li­nha su­ces­só­ria Se Maia não pu­der ocu­par o car­go, as­su­me o pre­si­den­te do Se­na­do, ho­je Eu­ní­cio Oli­vei­ra (PMDB-CE). Em úl­ti­mo ca­so as­su­me a pre­si­den­te do STF, Car­mem Lú­cia Can­di­da­tos En­tre re­qui­si­tos pre­vis­tos na le­gis­la­ção es­tá na­tu­ra­li­da­de bra­si­lei­ra, ida­de mai­or que 35 anos e fi­li­a­ção a par­ti­do po­lí­ti­co Incerteza Mas não há de­ta­lhes so­bre se as re­gras va­lem pa­ra a elei­ção in­di­re­ta, que é fei­ta no Con­gres­so. Os re­qui­si­tos usu­ais po­dem ser dei­xa­dos de la­do, di­zem es­pe­ci­a­lis­tas Pro­pa­gan­da Não se sa­be se ha­ve­rá pro­pa­gan­da elei­to­ral e quais se­ri­am su­as re­gras, que pro­va­vel­men­te fi­ca­ri­am a car­go do Con­gres­so Pos­se Após a elei­ção, o no­vo pre­si­den­te ocu­pa­ria o car­go até o fi­nal de 2018. No mes­mo ano, em ou­tu­bro, acon­te­ce­ri­am as pró­xi­mas elei­ções, co­mo já es­tá pre­vis­to re­ta, ne­nhum de­les po­de­ria ser can­di­da­to por­que Cár­men não é fi­li­a­da e Mei­rel­les te­ria de ter dei­xa­do do car­go seis me­ses an­tes do plei­to.

Ocor­re que, se a dis­pu­ta for in­di­re­ta, as re­gras ain­da te­rão de ser de­ter­mi­na­das, pro­va­vel­men­te pe­lo Su­pre­mo, co­mo ocor­reu nos im­pe­a­ch­ments de 1992 e 2016.

No ca­so de o ri­to pa­ra elei­ções di­re­tas va­ler, ga­nha al­gu­ma for­ça o de­pu­ta­do Maia. Ele tem bom trân­si­to na enor­me ba­se ali­a­da de Temer, em­bo­ra pe­se con­tra si uma de­la­ção na La­va Ja­to. Ele ne­ga, mas o se­lo de “en­ro­la­do” na ope­ra­ção pa­re­ce ser uma sen­ten­ça de mor­te nes­ses di­as.

Ou­tros no­mes nos úl­ti­mos di­as, an­tes do agra­va­men­to da cri­se, eram os do ex-pre­si­den­te Fer­nan­do Hen­ri­que Car­do­so (PSDB) e do ex-mi­nis­tro Nelson Jo­bim (PMDB). Aos 85 anos, FHC pa­re­ce fo­ra do pá­reo, e Jo­bim é as­so­ci­a­do à de­fe­sa de réus da La­va Ja­to, além de ter o mai­or pro­gra­ma que to­cou co­mo min­si­tro da De­fe­sa de Lu­la, a com­pra de sub­ma­ri­nos fran­ce­ses, na mi­ra da ope­ra­ção.

To­dos es­ses ce­ná­ri­os des­con­tam a de­man­da por um plei­to di­re­to, que de­pen­de de uma im­pro­vá­vel apro­va­ção de emen­da cons­ti­tu­ci­o­nal ou uma re­lei­tu­ra de re­gras do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral ca­so ele cas­se a cha­pa Dil­maTe­mer em ju­nho. E, cla­ro, de mo­bi­li­za­ção nas ru­as.

Aqui, o que se tem é uma re­pli­ca­ção das pes­qui­sas elei­to­rais re­cen­tes, com Lu­la à fren­te, se­gui­do de Ma­ri­na Sil­va (PV) e Jair Bol­so­na­ro (PSC).

O PSDB, que bus­ca­va ga­nhar tem­po pa­ra de­fi­nir qu­em se­ria seu can­di­da­to no ano que vem, ho­je qua­se cer­ta­men­te te­ria de ser o pre­fei­to pau­lis­ta­no João Do­ria, úni­co no­me graú­do do par­ti­do fo­ra do es­co­po da La­va Ja­to. (IGOR GIELOW)

Ave­ner Pra­do/Folhapress

Ma­ni­fes­ta­ção con­tra o pre­si­den­te Mi­chel Temer na ave­ni­da Pau­lis­ta, em São Pau­lo

Ri­car­do Bor­ges/Folhapress

Em­ba­te en­tre ma­ni­fes­tan­tes e a po­lí­cia mar­ca pro­tes­to na Ci­ne­lân­dia, no Rio de Ja­nei­ro

Edu­ar­do Anizelli/Folhapress

Ma­ni­fes­tan­tes en­tram em con­fli­to com a po­lí­cia em ato em fren­te ao Pa­lá­cio do Pla­nal­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.