Rup­tu­ra to­tal da Cons­ti­tui­ção, o que não é bom.

Folha De S.Paulo - - Poder -

Fo­lha - Por que elei­ções di­re­tas ago­ra se­ria um gol­pe?

Eloí­sa Ma­cha­do - A re­gu­la­ri­da­de das re­gras elei­to­rais é es­sen­ci­al pa­ra a de­mo­cra­cia. A al­te­ra­ção opor­tu­nis­ta da Cons­ti­tui­ção pa­ra an­te­ci­par elei­ções po­de re­pre­sen­tar, em vez de um apro­fun­da­men­to de­mo­crá­ti­co, um es­ta­do de ex­ce­ção cons­ti­tu­ci­o­nal.

Des­de o im­pe­a­ch­ment de Dil­ma Rous­seff a in­te­gri­da­de da Cons­ti­tui­ção e da de­mo­cra­cia têm si­do afron­ta­das, com emen­das dis­tor­ci­das e in­ter­pre­ta­ções de­sar­ra­zo­a­das. No­va al­te­ra­ção po­de sig­ni­fi­car a Não há mo­men­tos de cri­se agu­da em que é ne­ces­sá­rio fu­gir da Cons­ti­tui­ção?

Fu­gir da Cons­ti­tui­ção é fu­gir da de­mo­cra­cia. Dis­cor­do fron­tal­men­te da­que­les que acham que a Cons­ti­tui­ção bra­si­lei­ra é um en­tra­ve pa­ra o país. Pe­lo con­trá­rio, acho que a Cons­ti­tui­ção de 1988 con­se­guiu cri­ar am­bi­en­te pa­ra a trans­for­ma­ção do Bra­sil em um país me­nos in­jus­to. A Cons­ti­tui­ção pre­viu ca­mi­nhos pa­ra tran­si­ção na va­cân­cia dos car­gos de pre­si­den­te e vi­ce e es­se ca­mi­nho são elei­ções in­di­re­tas.

A al­te­ra­ção opor­tu­nis­ta da Cons­ti­tui­ção pa­ra an­te­ci­par elei­ções po­de re­pre­sen­tar, em vez de um apro­fun­da­men­to de­mo­crá­ti­co, um es­ta­do de ex­ce­ção cons­ti­tu­ci­o­nal

ELOÍ­SA MA­CHA­DO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.