Mo­to­ris­ta atro­pe­la pe­des­tres na Ti­mes Squa­re, ma­ta um e fere ao me­nos 22

Folha De S.Paulo - - Mundo -

DE NO­VA YORK

Um se­dã ver­me­lho em al­ta ve­lo­ci­da­de atro­pe­lou pe­des­tres nes­ta quin­ta (18) na Ti­mes Squa­re, em No­va York, dei­xan­do ao me­nos um mor­to e 22 fe­ri­dos. Se­gun­do fon­tes na po­lí­cia ci­ta­das pe­la im­pren­sa ame­ri­ca­na, o ca­so não tem re­la­ção com o ter­ro­ris­mo.

Nos úl­ti­mos me­ses, or­ga­ni­za­ções ex­tre­mis­tas, co­mo a mi­lí­cia Es­ta­do Is­lâ­mi­co, rei­vin­di­ca­ram ata­ques em Lon­dres, Ber­lim e Ni­ce com uso de ca­mi­nhões e veí­cu­los.

O mo­to­ris­ta, que foi de­ti­do, apre­sen­ta­va, de acor­do com au­to­ri­da­des po­li­ci­ais, si­nais de in­to­xi­ca­ção por ál­co­ol ou dro­gas. Ele te­ve pas­sa­gens na po­lí­cia em 2008 e 2015 por di­ri­gir em­bri­a­ga­do.

O ho­mem foi iden­ti­fi­ca­do co­mo Ri­chard Rojas, um ve­te­ra­no da Marinha de 26 anos. Na se­ma­na as­sa­da ele fo­ra de­ti­do por ter ame­a­ça­do uma pes­soa com uma fa­ca.

Se­gun­do re­la­to da po­lí­cia, Rojas fez uma ma­no­bra na rua 42, su­biu na cal­ça­da e avan­çou por três quar­tei­rões até ba­ter num poste. O car­ro fi­cou in­cli­na­do na es­qui­na da rua 42 com a Bo­radway. Ele re­sis­tiu à pri­são mas foi do­mi­na­do e al­ge­ma­do.

O in­ci­den­te acon­te­ceu por vol­ta de meio dia. Quan­do a re­por­ta­gem da Fo­lha che­gou ao lo­cal, pou­co após 12h30, car­ros da po­lí­cia, do FBI, ca­mi­nhões de bom­bei­ros e am­bu­lân­ci­as che­ga­vam em pro­por­ções ci­ne­ma­to­grá­fi­cas.

A po­lí­cia es­ta­va iso­lan­do uma gran­de área em tor­no da pra­ça, que é um dos prin­ci­pais pon­tos tu­rís­ti­cos de No­va York. Era um dia de sol e uma mul­ti­dão, com ce­lu­la­res nas mãos, foi aos pou­cos se aglo­me­ran­do atrás da li­nha es­ten­di­da por po­li­ci­ais. (MAG)

A For­ça Aé­rea dos Es­ta­dos Uni­dos lan­çou bom­bar­dei­os na Sí­ria nes­ta quin­ta-fei­ra (18) con­tra um com­boio que le­va­va com­ba­ten­tes fa­vo­rá­veis ao re­gi­me do ditador Bashar al-As­sad.

O ata­que ocor­reu na lo­ca­li­da­de de At-Tanf, no sul da Sí­ria, per­to da fron­tei­ra com a Jor­dâ­nia e o Ira­que.

Se­gun­do as au­to­ri­da­des, os veí­cu­los es­ta­vam se apro­xi­man­do de uma ba­se da co­a­li­zão internacional que com­ba­te a mi­lí­cia ra­di­cal Es­ta­do Is­lâ­mi­co e des­res­pei­ta­ram uma sé­rie de ad­ver­tên­ci­as an­tes de se­rem bom­bar­de­a­dos.

Se­gun­do a co­a­li­zão li­de­ra­da pe­los EUA, eles ig­no­ra­ram até in­clu­si­ve ten­ta­ti­vas de dis­su­a­são fei­tas pe­la Rús­sia, país cu­jo go­ver­no é ali­a­do do re­gi­me de As­sad.

Gru­pos de re­bel­des sí­ri­os apoi­a­dos pe­los Es­ta­dos Uni­dos dis­se­ram à agência de no­tí­ci­as Reuters que o com­boio ata­ca­do le­va­va com­ba­ten­tes do Exér­ci­to sí­rio e de mi­lí­ci­as xi­i­tas ali­a­das que con­tam com su­por­te do Irã.

Se­gun­do es­ses re­bel­des, o re­gi­me sí­rio tem ex­pan­di­do sua pre­sen­ça em áre­as no sul da Sí­ria pa­ra po­der se co­nec­tar a gru­pos pa­ra­mi­li­ta­res xi­i­tas lo­ca­li­za­dos no la­do ira­qui­a­no da fron­tei­ra.

Um co­man­dan­te do gru­po que lu­ta em fa­vor de As­sad afir­mou tam­bém que o bom­bar­deio ame­ri­ca­no “des­truiu ape­nas um tan­que” e ti­nha co­mo ob­je­ti­vo bar­rar o avan­ço do com­boio.

Em­bo­ra os Es­ta­dos Uni­dos se­jam fa­vo­rá­veis à de­po­si­ção de As­sad, o país não cos­tu­ma in­ter­vir di­re­ta­men­te con­tra as for­ças do re­gi­me sí­rio.

A ex­ce­ção foi no dia 7 de AT TANF Bom­bar­deio da co­a­li­zão li­de­ra­da pe­los EUA nes­ta quin­ta (18) atin­ge com­boio mi­li­tar pró-As­sad

Lu­cas Jack­son/Reuters

Po­li­ci­al ob­ser­va veí­cu­lo que atro­pe­lou pe­des­tres na Ti­mes Squa­re, em No­va York

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.