UE im­põe mul­ta de € 110 mi ao Facebook

Ór­gão afir­ma que re­de for­ne­ceu fal­sas in­for­ma­ções ao com­prar WhatsApp, em 2014

Folha De S.Paulo - - Mercado Cristina.frias1@grupofolha.com.br -

Ór­gãos re­gu­la­do­res an­ti­trus­te da União Eu­ro­peia mul­ta­ram o Facebook em

110 mi­lhões (apro­xi­ma­da­men­te R$ 410 mi­lhões) nes­ta quin­ta-fei­ra (18) por for­ne­cer fal­sas in­for­ma­ções du­ran­te aná­li­se de seu acor­do de aqui­si­ção do WhatsApp, em 2014.

Cha­man­do a mul­ta de “pro­por­ci­o­nal e dis­su­a­si­va”, a Co­mis­são Eu­ro­peia, que atua co­mo fis­cal da com­pe­ti­ti­vi­da­de da UE, con­tou que o Facebook dis­se que não po­de­ria com­bi­nar as con­tas de usuá­ri­os em sua pla­ta­for­ma e no WhatsApp, mas dois anos de­pois lan­çou um ser­vi­ço que faz exa­ta­men­te is­so.

“A Co­mis­são des­co­briu que, ao con­trá­rio das de­cla­ra­ções do Facebook em 2014 no pro­ces­so de aná­li­se da fu­são, as pos­si­bi­li­da­des téc­ni­cas pa­ra com­bi­nar au­to­ma­ti­ca­men­te as con­tas de usuá­ri­os no Facebook e no WhatsApp já exis­ti­am em 2014 e que a equi­pe do Facebook es­ta­va ci­en­te de tal pos­si­bi­li­da­de.”

O Facebook afir­mou que os er­ros co­me­ti­dos em 2014 não fo­ram in­ten­ci­o­nais, que a mul­ta não re­vo­ga­ria a de­ci­são da Co­mis­são Eu­ro­peia de apro­var a aqui­si­ção do WhatsApp e não tem re­la­ção com in­ves­ti­ga­ções se­pa­ra­das so­bre ques­tões de pro­te­ção de da­dos.

Na ter­ça (16), o Facebook re­ce­beu mul­ta do re­gu­la­dor de da­dos fran­cês de 150 mil por não im­pe­dir que da­dos de seus usuá­ri­os fos­sem aces­sa­dos por anun­ci­an­tes.

Jus­tin Sullivan - 18.abr.17/Getty Ima­ges/AFP

O pre­si­den­te-exe­cu­ti­vo do Facebook, Mark Zuc­ker­berg

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.