Ima­gem é tu­do

Folha De S.Paulo - - Opinião -

SÃO PAU­LO - Es­tu­do re­a­li­za­do em Stan­ford mos­tra que a in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al é mais efe­ti­va que a hu­ma­na pa­ra iden­ti­fi­car quem é gay ape­nas ob­ser­van­do sua fo­to­gra­fia. Em nú­me­ros, 81% de acer­to con­tra 61%. Im­pli­ca­ções éti­cas e tec­no­ló­gi­cas à par­te, o que sur­pre­en­de não é a efe­ti­vi­da­de da má­qui­na, que, em prin­cí­pio, bus­ca a per­fei­ção, por mais idi­o­ta que es­ta se­ja.

Me­ta­de das pes­so­as é ca­paz de iden­ti­fi­car a ori­en­ta­ção se­xu­al de al­guém ape­nas olhan­do pa­ra sua ima­gem. Ain­da que, co­mo fi­lo­so­fou Clo­do­vil, boi pre­to re­co­nhe­ça boi pre­to e nos­sa po­pu­la­ção bo­vi­na se­ja mui­to mai­or que a ima­gi­na­da, a ca­pa­ci­da­de hu­ma­na soa ra­zoá­vel. Não te­rá si­do ana­bo­li­za­da pe­la ne­ces­si­da­de de afir­ma­ção de re­tra­ta­dos ou pe­lo pre­con­cei­to de ob­ser­va­do­res?

Ou­tro es­tu­do, mui­to me­nor, fei­to por ar­ti­cu­lis­ta do “The New York Ti­mes”, mos­tra que os mui­to ri­cos de Ma­nhat­tan têm ne­ces­si­da­de de es­con­der que são mui­to ri­cos. A au­to­ra en­tre­vis­tou 50 de­les. Uma mãe con­ta que ti­ra as eti­que­tas das rou­pas da cri­an­ça pa­ra que a ba­bá não ve­ja os pre­ços. Ou­tra que al­te­rou o en­de­re­ço pa­ra não re­ve­lar que mo­ra em uma co­ber­tu­ra.

A ideia co­mum é mi­ni­mi­zar a sen­sa­ção de de­si­gual­da­de, pa­re­cer “nor­mal”, co­mo afir­ma um dos en­tre­vis­ta­dos. Uma gran­de bo­ba­gem, di­ría­mos po­bres mor­tais, que se ex­pli­ca pe­la ne­ces­si­da­de ób­via de não ser con­fun­di­do com quem os­ten­ta. E a não tão evi­den­te de se jus­ti­fi­car uma ex­ce­ção: sou mui­to, mui­to ri­co, mas, acre­di­te, sou uma pes­soa cor­re­ta e que­ro pa­re­cer cor­re­ta.

No Bra­sil, não pre­ci­sa­mos de es­tu­dos, pois vi­ve­mos de cer­te­zas. Va­mos pa­re­cer cui­da­do­sos se evi­tar­mos que cri­an­ças e ado­les­cen­tes ve­jam em um mu­seu o que re­ce­bem di­a­ri­a­men­te em seus ce­lu­la­res. Va­mos pa­re­cer mais ri­cos se mos­trar­mos que so­mos ri­cos, não im­por­ta tan­to co­mo al­can­ça­mos a ri­que­za.

Tal­vez pre­ci­se­mos de uma in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al pa­ra apon­tar fal­sos mo­ra­lis­tas e cor­rup­tos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.