Em no­ta, o ad­vo­ga­do de Ga­ro­ti­nho, Car­los Aze­re­do,

Folha De S.Paulo - - Poder - LU­CAS VETTORAZZO

DO RIO

O ex-go­ver­na­dor Anthony Ga­ro­ti­nho (PR) apre­sen­ta­va seu pro­gra­ma ma­ti­nal diá­rio na rá­dio Tu­pi, no Rio, na ma­nhã des­ta quar­ta-fei­ra (13), qu­an­do três agen­tes da Po­lí­cia Fe­de­ral en­tra­ram no edi­fí­cio, em São Cris­tó­vão, zo­na nor­te do Rio.

O pro­gra­ma “Show do Ga­ro­ti­nho” es­ta­va no ar no mo­men­to em que os agen­tes che­ga­ram, pa­ra cum­prir man­da­do de pri­são do­mi­ci­li­ar emi­ti­do pe­la Jus­ti­ça Elei­to­ral do Rio de Ja­nei­ro.

Ga­ro­ti­nho fa­zia mer­chan­di­sing de um me­di­ca­men­to pa­ra a prós­ta­ta qu­an­do uma vi­nhe­ta de in­ter­va­lo foi cha­ma­da. Na vol­ta, o apre­sen­ta­dor Cris­ti­a­no San­tos as­su­miu o pro­gra­ma e dis­se que ân­co­ra ti­nha dei­xa­do o pro­gra­ma de­vi­do a ori­en­ta­ções mé­di­cas por pro­ble­mas na voz.

San­tos dis­se que o ex-go­ver­na­dor vol­ta­ria no dia se­guin­te. Na ver­da­de, en­quan­to o pro­gra­ma se­guia, Ga­ro­ti­nho era le­va­do por agen­tes da PF de car­ro a Cam­pos dos Goy­ta­ca­zes, ci­da­de a 270 km da ca­pi­tal on­de ele mo­ra com sua mu­lher, Ro­si­nha.

“O nos­so Ga­ro­ti­nho até ten­tou fa­zer o pro­gra­ma ho­je, mas a voz foi em­bo­ra”, dis­se San­tos. “A ori­en­ta­ção é que ele pa­re de fa­lar e tem que se cui­dar”.

A pri­são de Ga­ro­ti­nho, ex­pe­di­da pe­lo juiz da 100ª zo­na elei­to­ral do TRE-RJ (Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Elei­to­ral), Ralph Ma­nhães, foi de­ter­mi­na­da, en­tre ou­tras pon­tos, pe­lo fa­to de o ex-go­ver­na­dor fa­lar de­mais nas re­des.

Ele é acu­sa­do de li­de­rar su­pos­to es­que­ma de com­pra de vo­tos nas elei­ções de 2016 de Cam­pos por meio do pro­gra­ma so­ci­al Che­que Ci­da­dão.

O es­que­ma te­ria da­do pre­juí­zo de R$ 11 mi­lhões à pre­fei­tu­ra, e pe­lo me­nos 18 mil ações de com­pras de vo­tos te­ri­am si­do re­a­li­za­das.

Há sus­pei­ta de que 20 ve­re­a­do­res elei­tos na­que­le ano te­nham si­do be­ne­fi­ci­a­dos com vo­tos do es­que­ma.

Ga­ro­ti­nho te­ve pri­são cau­te­lar de­cre­ta­da em agos­to no âm­bi­to da ope­ra­ção Che­qui­nho. À épo­ca, o po­lí­ti­co foi acu­sa­do de usar seu pro­gra­ma de rá­dio e seu blog pes­so­al pa­ra cons­tran­ger tes­te­mu­nhas no pro­ces­so e ata­car in­te­gran­tes do Ju­di­ciá­rio.

O ex-go­ver­na­dor não che­gou a ir pa­ra a ca­deia, ale­gan­do pro­ble­mas car­día­cos, e es­ta­va em li­ber­da­de de­vi­do li­mi­nar do TSE (Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral), que tam­bém li­be­rou que ele se ex­pres­sas­se nas re­des. O tri­bu­nal en­ten­deu que a proi­bi­ção con­fi­gu­ra­ria cen­su­ra pré­via.

No pe­di­do des­ta quar­ta, o juiz Ma­nhães ale­gou que Ga­ro­ti­nho es­ta­ria ex­tra­po­lan­do a li­ber­da­de con­ce­di­da pe­la ins­tân­cia su­pe­ri­or, ao fa­zer acu­sa­ções con­tra mem­bros do Ju­di­ciá­rio de for­ma “to­tal­men­te le­vi­a­na”, num “rom­pan­te de ima­gi­na­ção ir­res­pon­sá­vel”.

No úl­ti­mo dia 10, Ga­ro­ti­nho pu­bli­cou lon­ga crí­ti­ca aos pro­cu­ra­do­res e juí­zes. Ele é co­nhe­ci­do por usar su­as re­des so­ci­ais pa­ra ata­car ad­ver­sá­ri­os po­lí­ti­cos.

Foi o “blog do Ga­ro­ti­nho”, por exem­plo, que re­ve­lou em 2012 o epi­só­dio que fi­cou co­nhe­ci­do co­mo a “far­ra dos guar­da­na­pos”, qu­an­do o ex­go­ver­na­dor do Rio Sér­gio Ca­bral, se­cre­tá­ri­os do go­ver­no e em­prei­tei­ros fo­ram fla­gra­dos fes­te­jan­do em res­tau­ran­te de lu­xo em Pa­ris.

“Per­ce­be-se que as bra­va­tas do réu não têm li­mi­te, não po­den­do o Ju­di­ciá­rio se aco­var­dar ou fi­car de jo­e­lhos pa­ra as su­as acu­sa­ções in­fun­da­das e ir­res­pon­sá­veis”, re­gis­trou o ma­gis­tra­do.

Ma­nhães dis­se ain­da em sua de­ci­são que pes­so­as li­ga­das ao ex-go­ver­na­dor es­ta­ri­am co­a­gin­do tes­te­mu­nhas, o que de­mons­tra­ria que a su­pos­ta or­ga­ni­za­ção in­ves­ti­ga­da con­ti­nu­a­ria atu­an­do.

Co­mo não há de­ci­são de mé­ri­to na pri­mei­ra ins­tân­cia, o juiz de­ci­diu pe­la pri­são do­mi­ci­li­ar. Ga­ro­ti­nho será mo­ni­to­ra­do por tor­no­ze­lei­ra. OU­TRO LA­DO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.