Go­o­gle lan­ça no país pa­ga­men­to via ce­lu­lar

An­droid Pay ar­ma­ze­na in­for­ma­ção de car­tão de dé­bi­to e cré­di­to no apa­re­lho per­mi­tin­do uso di­re­to na ma­qui­ni­nha

Folha De S.Paulo - - Mercado - ANAÏS FER­NAN­DES

Ban­co do Bra­sil, San­tan­der e Sam­sung já ofe­re­cem o ser­vi­ço no Bra­sil, mas seg­men­to ain­da não de­co­lou

Bra­si­lei­ros que têm um smartpho­ne com sis­te­ma An­droid a par­tir da ver­são 4.4 já po­dem subs­ti­tuir os car­tões de plás­ti­co pe­lo ce­lu­lar na ho­ra de pa­gar uma con­ta. O Go­o­gle lan­çou nes­ta ter­ça-fei­ra (14) no país seu sis­te­ma de pa­ga­men­to por apro­xi­ma­ção, o An­droid Pay.

O re­cur­so, dis­po­ní­vel na Play Sto­re, fun­ci­o­na co­mo uma car­tei­ra di­gi­tal: o usuá­rio ca­das­tra car­tões no apli­ca­ti­vo e con­clui a com­pra ape­nas apro­xi­man­do o ce­lu­lar da ma­qui­ni­nha. Pa­ra tran­sa­ções aci­ma de R$ 49, é pre­ci­so for­ne­cer se­nha.

Po­dem se ca­das­trar cli­en­tes do Ban­co do Bra­sil (cré­di­to e dé­bi­to), da Cai­xa (dé­bi­to), da Ne­on (dé­bi­to) e dos emis­so­res Por­to Se­gu­ro (cré­di­to) e Bra­sil Pré-Pa­gos (dé­bi­to) com ban­dei­ra Vi­sa. Em bre­ve, o sis­te­ma acei­ta­rá cli­en­tes do Bra­des­co e car­tões Mas­ter­Card.

Pa­ra fun­ci­o­nar, ce­lu­lar e ma­qui­ni­nha pre­ci­sam ter NFC (Ne­ar Fi­eld Com­mu­ni­ca­ti­on), tec­no­lo­gia que per­mi­te co­mu­ni­ca­ção sem fio en­tre apa­re­lhos. Se­gun­do o Go­o­gle, há cer­ca de 3 mi­lhões de má­qui­nas NFC no Bra­sil.

O que fi­ca ca­das­tra­do no An­droid Pay é um nú­me­ro vir­tu­al crip­to­gra­fa­do e di­fe­ren­te do ori­gi­nal do plás­ti­co. Ca­so o usuá­rio per­ca o ce­lu­lar, ele po­de blo­que­ar sua car­tei­ra re­mo­ta­men­te. “O re­cur- so re­duz fi­la e ofe­re­ce uma tran­sa­ção mais lim­pa e sim­ples”, diz Fa­bio Coelho, pre­si­den­te do Go­o­gle Bra­sil.

O An­droid Pay foi lan­ça­do em 2015 nos Es­ta­dos Uni­dos em res­pos­ta ao Ap­ple Pay, que sur­giu em 2014, mas não tem da­ta pa­ra che­gar ao Bra­sil. Por aqui, o BB ofe­re­ce o ser­vi­ço des­de 2015, o Sam­sung Pay foi lan­ça­do em 2016 e o San­tan­der en­trou no seg­men­to nes­te ano.

Car­tões de dé­bi­to e cré­di­to res­pon­de­ram por 31% das tran­sa­ções no Bra­sil em 2016, se­gun­do re­la­tó­rio da con­sul- to­ria Bo­a­ner­ges & Cia, atrás do di­nhei­ro (40%).

“A con­vi­vên­cia [en­tre Go­o­gle e BB] é harmô­ni­ca, o cli­en­te po­de es­co­lher. Em ter­mos de fa­tu­ra­men­to, é tu­do car­tão BB, en­tão é in­di­fe­ren­te pa­ra nós”, diz Ro­gé­rio Pan­ca, di­re­tor de mei­os de pa­ga­men­to do ban­co. Se­gun­do ele, 65 mi­lhões de cli­en­tes te­rão aces­so ao An­droid Pay.

Pa­ra as em­pre­sas de tec­no­lo­gia, o ser­vi­ço agre­ga va­lor a seus smartpho­nes e sis­te­mas ope­ra­ci­o­nais. “O ob­je­ti­vo é for­ta­le­cer a ba­se An­droid, não há ge­ra­ção de re­cei­ta di­re­ta pa­ra o Go­o­gle”, diz Coelho.

Ape­sar de a con­cor­rên­cia es­tar au­men­tan­do, o ser­vi­ço en­fren­ta re­sis­tên­cia, se­ja do con­su­mi­dor ou das ins­ti­tui­ções. “Quan­do vo­cê sai do mun­do fí­si­co pa­ra o vir­tu­al, me­lho­ra a ve­lo­ci­da­de, mas pi­o­ra a se­gu­ran­ça. O ban­co pre­ci­sa se sen­tir se­gu­ro pa­ra ade­rir”, ava­lia Ed­son Luiz dos San­tos, es­pe­ci­a­lis­ta do se­tor.

“O plás­ti­co não vai aca­bar. Mas as no­vas ge­ra­ções ten­de­rão a usar ou­tras for­mas de pa­ga­men­to”, afir­ma Per­ci­val Ja­to­bá, vi­ce-pre­si­den­te de pro­du­tos da Vi­sa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.