Dez di­cas pa­ra ser in­clu­si­vo

Folha De S.Paulo - - Cotidiano - CO­LU­NIS­TAS DES­TA SE­MA­NA se­gun­da: Alessandra Oro­fi­no; JAI­RO MAR­QUES ter­ça: Vera Ia­co­nel­li; quar­ta: Jai­ro Mar­ques; quin­ta: Sér­gio Ro­dri­gues; sex­ta: Ta­ti Ber­nar­di; sá­ba­do: Luís Fran­cis­co Carvalho Fi­lho; do­min­go: An­to­nio Prata

MEU PO­VO, o Na­tal es­tá che­gan­do, o es­pí­ri­to vai fi­can­do mais le­vi­nho e apro­vei­to pa­ra dar al­gu­mas di­cas que boa par­te das pes­so­as não faz ideia de que po­dem fa­zer a di­fe­ren­ça no dia a dia de pes­so­as com de­fi­ci­ên­cia, es­sas tais que es­tão na mo­da. Es­pa­lhem!

1) Per­gun­te an­tes de aju­dar e co­mo se po­de aju­dar: ca­dei­ra de ro­das não é car­ri­nho de su­per­mer­ca­do, e ce­gos pa­ra­dos na es­qui­na nem sem­pre que­rem atra­ves­sar a rua. Uma mão­zi­nha po­de ser útil, mas po­de ser tam­bém um bai­ta es­tor­vo.

2) Não des­vie as cri­an­ças de pes­so­as com di­fe­ren­ças fí­si­cas ou sen­so­ri­ais, nem as man­de fi­ca­rem qui­e­tas. Se hou­ver aber­tu­ra, dei­xe que elas in­te­ra­jam, que apren­dam um pou­co a res­pei­to da di­ver­si­da­de na prá­ti­ca.

3) Pes­so­as downs cos­tu­mam ser amá­veis. Acei­te um abra­ço, uma de­cla­ra­ção de amor, mas não in­fe­ri­o­ri­ze a for­ma de pensar e de se re­la­ci­o­nar des­se pú­bli­co. Em uma con­ver­sa, te­nha em men­te que ritmos de vi­da não pre­ci­sam ser a ja­to ou ex­tre­ma­men­te ob­je­ti­vos.

4) Ao se re­la­ci­o­nar com uma pes­soa com na­nis­mo, con­te­nha o ím­pe­to de fa­zer qual­quer pi­a­da que re­me­ta à Bran­ca de Ne­ve, pois anões pas­sam par­te do tem­po ten­do de to­le­rar gra­ce­jos. To­da pes­soa com de­fi­ci­ên­cia “acei­ta brin­ca­dei­ra”, é do jogo, mas pro­cu­re ser ori­gi­nal.

5) Par­te dos sur­dos faz lei­tu­ra la­bi­al, é uma téc­ni­ca, não uma for­ma de adi­vi­nha­ção. Pa­ra co­la­bo­rar, fa­le nor­mal­men­te, não pre­ci­sa ir ar­ti­cu­lan­do as palavras va­ga­ro­sa­men­te Ca­dei­ra de ro­das não é car­ri­nho de su­per­mer­ca­do, e ce­go pa­ra­do na es­qui­na nem sem­pre quer atra­ves­sar a rua ou de ma­nei­ra ca­ri­ca­ta. Pa­ra os que usam a lín­gua de si­nais (se vo­cê não sou sou­ber Li­bras), in­te­ra­ja com ges­tos, com cri­a­ti­vi­da­de, com sím­bo­los. Há mui­to além da voz e palavras em uma co­mu­ni­ca­ção.

6) Pes­so­as com au­tis­mo po­dem ter di­fi­cul­da­des de to­le­rar múl­ti­plos es­tí­mu­los, co­mo vá­ri­as cri­an­ças fa­lan­do ao mes­mo tem­po ou um am­bi­en­te com mui­tas in­for­ma­ções vi­su­ais. O ide­al é pre­pa­rá-la com an­te­ce­dên­cia pa­ra o que vi­rá. Em uma con­ver­sa, se­ja ob­je­ti­vo e fa­ça fra­ses cur­tas.

7) Re­sis­ta a “aba­nar o ra­bo” pa­ra cães-guia em tra­ba­lho. Não é uma re­gra, mas os bi­chos po­dem se dis­trair ao re­ce­ber um mi­mo e fi­ca­rem des­con­cen­tra­dos na mis­são de con­du­zir seu tu­tor.

8) Não use o ba­nhei­ro aces­sí­vel se não ti­ver ne­ces­si­da­de de­le. Pes­so­as com de­fi­ci­ên­cia são mais vul­ne­rá­veis a con­ta­mi­na­ções e uma “ca­si­nha” com me­nos uso po­de ser mais se­gu­ra pa­ra a saú­de de qu­em tem de ta­te­ar o va­so sa­ni­tá­rio, usar son­das uri­ná­ri­as, am­pa­rar-se em bar­ras de apoio.

9) Em­bo­ra cos­tu­mem ser bem “tor­ti­nhos”, pa­ra­li­sa­dos ce­re­brais po­dem ter pa­po re­to e não são cri­an­ças. Não co­lo­que li­mi­ta­ções nas pes­so­as além das ób­vi­as im­pos­tas pe­las de­fi­ci­ên­ci­as. Não pro­je­te nos ou­tros in­ca­pa­ci­da­des que são su­as.

10) Fa­ça do mun­do pró­xi­mo a vo­cê um lu­gar plu­ral: co­bre que a pa­da­ria da es­qui­na te­nha ram­pas e aces­sos, que a es­co­la de seu fi­lho te­nha li­vros a res­pei­to de di­ver­si­da­de e que pra­ti­que a di­ver­si­da­de abri­gan­do to­do ti­po de cri­an­ça. No am­bi­en­te de tra­ba­lho, en­ten­da que quan­to mais mis­tu­ra­das se­jam as características das pes­so­as, mais po­ten­ci­al cri­a­ti­vo e com vi­são de fu­tu­ro se­rá o ne­gó­cio. Na ju­ven­tu­de, co­me­mo­re sem­pre o ar­co-íris, res­pei­te os dias cin­zen­tos, mas en­ten­da que sem­pre é pos­sí­vel cri­ar no­vas co­res. jai­ro.mar­ques@gru­po­fo­lha.com.br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.