Tu­do nor­mal no Car­na­val

Folha De S.Paulo - - Opinião -

RIO DE JA­NEI­RO - Mui­to an­tes da che­ga­da do Car­na­val ca­ri­o­ca des­te ano, dois as­pec­tos vi­nham sen­do pre­vis­tos e am­pla­men­te no­ti­ci­a­dos: os en­re­dos de pro­tes­to da­ri­am o tom na Sa­pu­caí e a in­se­gu­ran­ça, nas ru­as. O ba­lan­ço da Quar­ta de Cin­zas con­fir­mou as ex­pec­ta­ti­vas.

A vi­tó­ria da Bei­ja-Flor e o se­gun­do lu­gar da Pa­raí­so do Tuiu­ti eter­ni­zam na his­tó­ria dois desfiles que, as­sim co­mo o da Man­guei­ra (quin­ta co­lo­ca­da), re­per­cu­ti­ram por es­ta­rem afi­na­dos com o des­gos­to da po­pu­la­ção do Rio e do res­tan­te do Bra­sil.

É ver­da­de que, pa­ra ca­da co­men­tá­rio nas re­des so­ci­ais em apoio às ale­go­ri­as con­tra cor­rup­ção, es­cra­vi­dão, Te­mer, Cri­vel­la etc., ha­via um ou­tro lem­bran­do que a Bei­ja-Flor tem co­mo pa­tro­no um bi­chei­ro con­de­na­do, que a di­re­to­ria da Tuiu­ti in­cen­ti­vou que um car­ro ale­gó­ri­co se­guis­se em fren­te após atro­pe­lar pes­so­as no des­fi­le de 2017 e que a Man­guei­ra tem um pre­si­den­te po­lí­ti­co in­te­res­sa­do em ri­va­li­zar com o pre­fei­to.

Mas nin­guém es­pe­ra­va una­ni­mi­da­de em tor­no dos desfiles, ain­da mais nos di­as atu­ais. Co­mo lem­brou um ami­go es­pe­ci­a­lis­ta em Car­na­val, o mais im­por­tan­te é que o es­pe­tá­cu­lo da Sa­pu­caí vol­tou a pro­vo­car de­ba­tes e re­fle­xões mes­mo en­tre gen­te que ha­via mui­to não o acom­pa­nha­va. Bei­ja-Flor, Tuiu­ti e Man­guei­ra re­a­fir­ma­ram a for­ça da ar­te que as es­co­las de sam­ba fa­zem.

Fo­ra da ave­ni­da, o go­ver­na­dor e o pre­fei­to re­a­fir­ma­ram o pou­co cré­di­to que me­re­cem de seus go­ver­na­dos e va­lo­ri­za­ram as crí­ti­cas que lhes fi­ze­ram os sam­bis­tas. Au­sen­ta­ram-se da ci­da­de na épo­ca que mais atrai tu­ris­tas, ven­do de lon­ge o Rio pas­sar por ar­ras­tões, rou­bos e ti­ro­tei­os em sé­rie.

“Não es­tá­va­mos pre­pa­ra­dos”, dis­se Pe­zão, so­bre os epi­só­di­os de vi­o­lên­cia. Cri­vel­la pro­va­vel­men­te se deu por sa­tis­fei­to por ter pe­di­do aju­da da For­ça Na­ci­o­nal an­tes e, ten­do ela ne­ga­da, foi pa­ra a Eu­ro­pa —Deus o li­vre de fi­car na ci­da­de no Car­na­val. mar­co.ca­no­ni­co@gru­po­fo­lha.com.br MA­TI­AS SPEKTOR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.