De­ta­lhes

Guia Astral - - A Música Da Minha Vida -

Não adi­an­ta nem ten­tar me es­que­cer/ Du­ran­te mui­to tempo em sua vi­da eu vou vi­ver

De­ta­lhes tão pe­que­nos de nós dois/ São coi­sas mui­to grandes pra es­que­cer/ E a to­da ho­ra vão estar pre­sen­tes/ Vo­cê vai ver

Se um ou­tro ca­be­lu­do apa­re­cer na sua rua/ E is­so lhe trou­xer sau­da­des mi­nhas, a cul­pa é sua/ O ron­co ba­ru­lhen­to do seu carro/ A ve­lha cal­ça des­bo­ta­da ou coi­sa as­sim/ Ime­di­a­ta­men­te vo­cê vai lem­brar de mim

Eu sei que um ou­tro de­ve estar fa­lan­do ao seu ou­vi­do/ Pa­la­vras de amor co­mo eu fa­lei, mas, eu du­vi­do/ Du­vi­do que ele te­nha tan­to amor/ E até os er­ros do meu por­tu­guês ruim/ E nes­sa ho­ra vo­cê vai lem­brar de mim • À noi­te, en­vol­vi­da no si­lên­cio do seu quar­to/ An­tes de dor­mir vo­cê pro­cu­ra o meu re­tra­to/ Mas na mol­du­ra não sou eu quem lhe sor­ri/ Mas vo­cê vê o meu sor­ri­so mes­mo as­sim/ E tudo is­so vai fa­zer vo­cê lem­brar de mim • Se al­guém to­car seu cor­po co­mo eu, não di­ga na­da/ Não vá di­zer meu no­me sem que­rer à pes­soa er­ra­da/ Pen­san­do ter amor nes­se mo­men­to, de­ses­pe­ra­da/ Vo­cê tenta até o fim/ E até nes­se mo­men­to vo­cê vai lem­brar de mim • Eu sei que es­ses de­ta­lhes vão su­mir na lon­ga estrada/ Do tempo que trans­for­ma to­do amor em quase na­da/ Mas quase tam­bém é mais um de­ta­lhe/ Um gran­de amor não vai mor­rer as­sim/ Por is­so, de vez em quan­do vo­cê vai/ Vai lem­brar de mim

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.