LA­DO MOCINHO X LA­DO VI­LÃO DE CA­DA SIG­NO!

Guia Astral - - Tá No Site -

ÁRIES: o ari­a­no é en­tu­si­as­ma­do e cri­a­ti­vo, um bom com­pa­nhei­ro pra le­van­tar o seu hu­mor. Por ou­tro la­do, não con­tro­la a sin­ce­ri­da­de e po­de aca­bar ma­go­an­do vo­cê.

TOURO: o ho­mem de Touro é sé­rio, de­ter­mi­na­do e va­lo­ri­za a fi­de­li­da­de na re­la­ção. Mas de­tes­ta mu­dan­ças, é ciu­men­to e po­de ser mu­u­ui­to tei­mo­so.

GÊMEOS: seu jei­to sai­di­nho e ale­gre é al­go con­ta­gi­an­te no ge­mi­ni­a­no! Só que ele não cos­tu­ma le­var as coi­sas a sé­rio, é in­cons­tan­te e nem sem­pre ter­mi­na o que co­me­ça.

CÂN­CER: o ho­mem des­se sig­no é sen­sí­vel e se im­por­ta com a amada. Po­rém po­de aca­bar su­fo­can­do quem es­tá ao seu la­do e cos­tu­ma ser in­se­gu­ro.

LEÃO: o le­o­ni­no é au­to­con­fi­an­te e de­ter­mi­na­do, por is­so ja­mais pas­sa des­per­ce­bi­do. Mas, or­gu­lho­so que só, é vai­do­so de­mais e po­de pa­re­cer ima­tu­ro.

VIR­GEM: o ca­ra de Vir­gem é prá­ti­co, in­te­li­gen­te e or­ga­ni­za­do. Su­per­cer­ti­nho! E, por is­so, po­de exi­gir de­mais da amada e pas­sar a ima­gem de ser frio e cha­to.

LI­BRA: o li­bri­a­no é a gen­ti­le­za em pes­soa. Equi­li­bra­do, agra­da to­dos ao seu re­dor. Mas sua in­de­ci­são complica a si­tu­a­ção, pois po­de trans­mi­tir in­se­gu­ran­ça.

ES­COR­PIÃO: to­dos ado­ram o jei­to for­te e apai­xo­na­do do es­cor­pi­a­no. O pro­ble­ma é que, às ve­zes, ele reage de for­ma ex­plo­si­va e man­dão de­mais.

SA­GI­TÁ­RIO: o sa­gi­ta­ri­a­no é oti­mis­ta, ale­gre e su­pe­ra­mi­go. Mas não cos­tu­ma se ape­gar e nem de­mons­trar ca­ri­nho. Po­de pa­re­cer fal­ta de amor.

CA­PRI­CÓR­NIO: o ca­pri­cor­ni­a­no é ad­mi­ra­do por ser re­ser­va­do, con­fiá­vel e res­pon­sá­vel. E, por is­so, tam­bém po­de pa­re­cer um ho­mem pes­si­mis­ta, bai­xo-as­tral e im­pli­can­te.

AQUÁ­RIO: o aqua­ri­a­no é aque­le ca­ra al­to-as­tral e ori­gi­nal, ado­ra­do por to­dos. Mas quer ser sem­pre di­fe­ren­te, dan­do a im­pres­são de ser ima­tu­ro.

PEI­XES: o ca­ra de Pei­xes é fá­cil de amar: do­ce, so­nha­dor e ca­ri­nho­so! Po­rém, de tão so­li­dá­rio, aca­ba pa­re­cen­do in­gê­nuo e po­de dra­ma­ti­zar as si­tu­a­ções.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.