Vi­va, Cân­cer

21/06 a 21/07

Guia Astral - - Lgbt Homens - “Quem vê ca­ra, não vê co­ra­ção”

Seu jei­to de ser

Do­na de uma in­tui­ção po­de­ro­sa, vo­cê per­ce­be quan­do al­guém não es­tá bem. Dá a pa­la­vra cer­ta no mo­men­to cer­to, e su­as ami­gas sem­pre a pro­cu­ram quan­do pre­ci­sam de con­se­lhos. Sua ti­mi­dez aca­ba di­fi­cul­tan­do a apro­xi­ma­ção com as pes­so­as, en­tão não cur­te mui­to sair con­ver­san­do com to­do mun­do. Ge­ral­men­te, es­pe­ra que os ou­tros to­mem a ini­ci­a­ti­va. Aos pou­cos, mos­tra a mu­lher edu­ca­da, gen­til e do­ce que é.

Pa­que­ra

Ir di­re­to ao pon­to não faz seu es­ti­lo: pre­fe­re es­pe­rar pe­la ini­ci­a­ti­va do ga­to ou, pe­lo me­nos, pe­los si­nais de que ele es­tá in­te­res­sa­do. Va­lo­ri­za o jo­go da se­du­ção an­tes do bei­jo, co­mo a tro­ca de olha­res e uma con­ver­sa na­tu­ral.

Ro­man­ce

Só con­se­gue se en­tre­gar ao ro­man­ce após ro­lar con­fi­an­ça e ti­ver cer­te­za de que seu ama­do es­tá en­vol­vi­do pra va­ler. Aí, in­ves­te to­das as su­as fi­chas no ga­to! Dá amor e ca­ri­nho de so­bra. Só cui­da­do pra não su­fo­cá-lo.

Se­xo

Gos­ta de cri­ar um cli­ma ro­mân­ti­co an­tes da ho­ra H. Pa­ra is­so, in­ves­te em um jan­tar com mú­si­ca ao fun­do. Pa­ra vo­cê, se­xo com sen­ti­men­to é mui­to mais gos­to­so. Exi­gen­te, es­pe­ra que seus de­se­jos se­jam cor­res­pon­di­dos.

Ar­can­jo: Ga­bri­el

Co­res: bran­co, ro­sa, pé­ro­la e pra­ta

Di­as: se­gun­da e ter­ça-fei­ra

Flo­res: ro­sa, dá­lia, vi­o­le­ta e mi­o­só­tis

Per­fu­mes: fru­tais su­a­ves, fra­grân­ci­as do­ces com mis­tu­ras flo­rais

Ta­lis­mãs: pin­gen­te de lua e ele­fan­te bran­co

Nú­me­ros: 2e9

Fa­mí­lia & Ami­gos Vi­da em ge­ral

Cos­tu­ma dar mui­to ca­ri­nho e aten­ção aos seus fa­mi­li­a­res e ami­gos. Mas, quan­do o hu­mor os­ci­la, gos­ta de se tran­car no quar­to e fi­car so­zi­nha. De­pois, vol­ta nu­ma boa pa­ra o con­ví­vio com to­dos.

Tra­ba­lho & Di­nhei­ro

Vo­cê tem pul­so fir­me pa­ra o tra­ba­lho. Gos­ta de se sen­tir útil e se de­di­ca bas­tan­te às obri­ga­ções. Es­tá sem­pre aju­dan­do os ou­tros e cos­tu­ma ser que­ri­da. Ali­a­da, sua in­tui­ção a aju­da a en­xer­gar as me­lho­res opor­tu­ni­da­des.

Saú­de

Sen­sí­vel, vo­cê fi­ca mui­to mais ca­ren­te quan­do es­tá do­en­te. É a sua ca­ra guar­dar os sen­ti­men­tos pra vo­cê, o que po­de re­sul­tar em azia ou gas­tri­te. Man­te­nha a cal­ma, cui­de da ali­men­ta­ção e pro­cu­re pen­sar po­si­ti­vo.

“Co­ra­ção mo­le, vi­da du­ra/ De tan­to apa­nhar um dia mu­da/ Meu co­ra­ção não cho­ra, ur­ra/ Meu co­ra­ção não cho­ra, ur­ra/ Sau­da­de tá me dan­do sur­ra” Meu co­ra­ção não cho­ra, ur­ra

Day & La­ra (par­ti­ci­pa­ção Gust­ta­vo Lima) Com­po­si­ção: Daya­ne Camargo/ La­ra Me­ne­zes/ La­ri Fer­rei­ra/ Tha­les Les­sa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.