Da­nos à saú­de

Hoteis - - Especial -

(cau­sa­do­res de do­en­ça) de um ali­men­to con­ta­mi­na­do, es­te nor­mal­men­te cru pa­ra ou­tro ali­men­to, di­re­ta ou in­di­re­ta­men­te. A con­ta­mi­na­ção cru­za­da po­de ocor­rer na área de ma­ni­pu­la­ção a qual­quer mo­men­to, co­mo por exem­plo, uti­li­zar a mes­ma fa­ca pa­ra cor­tar uma car­ne crua e em se­gui­da a car­ne já pre­pa­ra­da, trans­fe­rin­do mi­cror­ga­nis­mos que fa­zem mal à saú­de.

Car­nes cru­as e ve­ge­tais não la­va­dos apre­sen­tam gran­de quan­ti­da­de de mi­cror­ga­nis­mos cau­sa­do­res de do­en­ças, por is­so se não fo­rem ma­ni­pu­la­dos de for­ma cor­re­ta, sen­do de­vi­da­men­te hi­gi­e­ni­za­dos e com uten­sí­li­os co­mo fa­ca, ta­bua de cor­te e va­si­lhas se­pa­ra­dos, irão con­ta­mi­nar ou­tros ali­men­tos que es­tão sen­do pre­pa­ra­dos. De acor­do com o Mi­nis­té­rio da Saú­de, ali­men­tos crus, co­mo ovos e car­nes ver­me­lhas, são res­pon­sá­veis, em mé­dia, por 34,5% dos sur­tos de do­en­ças trans­mi­ti­das por ali­men­tos que ocor­rem no Bra­sil (An­vi­sa, 2009). É mui­to im­por­tan­te ter cui­da­do pa­ra que a con­ta­mi­na­ção cru­za­da não ocor­ra en­tre os ali­men­tos du­ran­te o ar­ma­ze­na­men­to e a ma­ni­pu­la­ção. Se não for fei­ta a higiene ade­qua­da de mãos e uten­sí­li­os en­tre uma ati­vi­da­de e ou­tra, a con­ta­mi­na­ção tam­bém po­de­rá ocor­rer.

A má hi­gi­e­ni­za­ção dos ali­men­tos ou dos am­bi­en­tes de ma­ni­pu­la­ção dos mes­mos po­dem acar­re­tar até em do­en­ças, de­no­mi­na­das DTAs – Do­en­ças Trans­mi­ti­das por Ali­men­tos. Sin­to­mas di­ges­ti­vos (vô­mi­tos, di­ar­reia, náu­se­as) não são as úni­cas ma­ni­fes­ta­ções, po­den­do ocor­rer afec­ções ex­train­tes­ti­nais em di­fe­ren­tes ór­gãos, co­mo rins, fí­ga­do, sis­te­ma ner­vo­so cen­tral, den­tre ou­tros. As DTA po­dem ser cau­sa­das por: bac­té­ri­as, ví­rus, pa­ra­si­tas, to­xi­nas, pri­ons, agro­tó­xi­cos, pro­du­tos quí­mi­cos e me­tais pe­sa­dos, de acor­do co­mo Mi­nis­té­rio da Saú­de. A pre­ven­ção das do­en­ças trans­mi­ti­das por ali­men­tos ba­seia-se no con­su­mo de água e ali­men­tos que aten­dam aos pa­drões de qua­li­da­de da le­gis­la­ção vi­gen­te, higiene pes­so­al/ali­men­tar e con­di­ções ade­qua­das de sa­ne­a­men­to.

A Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Saú­de do Rio Gran­de do Sul di­vul­gou al­guns cui­da­dos com a pro­li­fe­ra­ção do mi­cror­ga­nis­mo Es­che­ri­chia co­li (E. co­li), uma bac­té­ria en­con­tra­da na­tu­ral­men­te no in­tes­ti­no de hu­ma­nos e de ani­mais. A mai­o­ria das ce­pas de E. co­li são ino­fen­si­vas, to­da­via, al­gu­mas po­dem cau­sar gra­ves do­en­ças trans­mi­ti­das por ali­men­tos. A trans­mis­são ao ho­mem po­de ocor­rer pe­lo con­su­mo de ali­men­tos con­ta­mi­na­dos, prin­ci­pal­men­te car­ne e lei­te crus ou mal co­zi­dos, e tam­bém pe­lo con­su­mo de ve­ge­tais crus. O con­tro­le das con­ta­mi­na­ções por E. co­li e ou­tras bac­té­ri­as pa­to­gê­ni­cas é re­a­li­za­do uni­ca­men­te atra­vés da de­sin­fec­ção dos ve­ge­tais que fo­rem con­su­mi­dos crus, uti­li­zan­do so­lu­ção clo­ra­da, e do completo co­zi­men­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.