En­catho & Ex­pro­tel

2017 su­pe­ra pú­bli­co da úl­ti­ma edi­ção

Hoteis - - Implantação -

Even­to re­a­li­za­do no Cen­troSul, em Flo­ri­a­nó­po­lis (SC) re­ce­beu 4.059 pes­so­as

Acon­te­ceu em agos­to a 30ª edi­ção do EX­PRO­TEL - Fei­ra de Pro­du­tos e Ser­vi­ços e o EN­CATHO – En­con­tro Ca­ta­ri­nen­se de Ho­te­lei­ros no Cen­trosul, em Flo­ri­a­nó­po­lis (SC), que su­pe­rou o nú­me­ro de par­ti­ci­pan­tes em re­la­ção à úl­ti­ma edi­ção. O even­to pro­mo­vi­do pe­la ABIH/SC - As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra da In­dús­tria de Ho­téis de San­ta Ca­ta­ri­na reu­niu na ca­pi­tal pa­ra­na­en­se os prin­ci­pais no­mes da ho­te­la­ria do Sul do País pa­ra dis­cu­tir as no­vi­da­des e ten­dên­ci­as do tu­ris­mo na­ci­o­nal.

Du­ran­te os três di­as fo­ram opor­tu­ni­za­dos ne­gó­ci­os, qualificação, atu­a­li­za­ção na ope­ra­ção, networ­king e di­vul­ga­ção das po­ten­ci­a­li­da­des da ho­te­la­ria e dos ex­po­si­to­res. Os nú­me­ros de­mons­tram o su­ces­so de uma edi­ção que su­pe­rou to­das as ex­pec­ta­ti­vas da ABIH-SC. Ao to­do fo­ram 4.059 pes­so­as ad­vin­das de três paí­ses, 10 Es­ta­dos (Bahia, Dis­tri­to Fe­de­ral, Goiás, Mi­nas Ge­rais, Pa­ra­ná, Rio de Ja­nei­ro, Rio Gran­de do Sul, San­ta Ca­ta­ri­na, Ser­gi­pe e São Pau­lo), e 121 mu­ni­cí­pi­os, em sua mai­o­ria da re­gião sul, que se reu­ni­ram pa­ra ou­vir mais de 50 pa­les­tran­tes.

Es­te ano, o even­to foi re­gi­do sob o te­ma “No­vi­da­des e Ten­dên­ci­as pa­ra o Mer­ca­do Ho­te­lei­ro”, con­si­de­ran­do a im­por­tân­cia da ade­qua­ção às no­vas for­mas de se fa­zer ne­gó­cio. De acor­do com o Di­re­tor-pre­si­den­te da ABIH-SC, Os­mar Jo­sé Vai­lat­ti, que agra­de­ceu a pre­sen­ça das au­to­ri­da­des e par­ti­ci­pan­tes, afir­mou que re­a­li­zar es­te even­to gran­di­o­so é um gran­de de­sa­fio pa­ra

a di­re­to­ria atu­al, di­an­te das di­fi­cul­da­des da economia atu­al, é uma ini­ci­a­ti­va ne­ces­sá­ria. “Aqui po­de­mos dis­cu­tir os ru­mos que a ho­te­la­ria de­ve­rá se­guir. As­sim, per­mi­ti­mos uma pa­ra­da no tem­po pa­ra re­fle­tir, cons­ci­en­tes que o mun­do mu­dou, o hós­pe­de e a ho­te­la­ria mu­da­ram. Es­te even­to se des­ti­na a dar um cho­que na men­te dos res­pon­sá­veis pe­la ho­te­la­ria ca­ta­ri­nen­se. Os te­mas abor­da­ram qualificação, ten­dên­ci­as de Mar­ke­ting Di­gi­tal, go­ver­nan­ça, no­va le­gis­la­ção tra­ba­lhis­ta, en­tre ou­tros as­sun­tos que agu­ça­rão o apren­di­za­do e co­nhe­ci­men­to dos par­ti­ci­pan­tes des­te tra­di­ci­o­nal even­to da ho­te­la­ria ca­ta­ri­nen­se”, pon­tu­ou.

Pre­si­den­te da ABIH Na­ci­o­nal, Dil­son Ja­tahy Fon­se­ca Jr des­ta­cou que o fa­to do even­to ser re­a­li­za­do já é um su­ces­so, in­de­pen­den­te dos re­sul­ta­dos, con­si­de­ran­do o mo­men­to atu­al da economia. “Nos­so se­tor foi um dos pri­mei­ros a ser cri­a­dos no mun­do, en­vol­ven­do o bem re­ce­ber e cui­dar do pró­xi­mo. En­tão, qual­quer di­fi­cul­da­de que te­nha­mos se­rá su­pe­ra­da. O En­catho é uma re­fe­rên­cia en­tre as fei­ras do seg­men­to,

e mes­mo o Bra­sil não sa­ben­do apro­vei­tar a re­cep­ção de dois gran­des even­tos mun­di­ais que re­ce­beu, o se­tor tu­rís­ti­co é qu­em vai per­mi­tir o cres­ci­men­to do País”, dis­se.

Pa­les­tras

O ci­clo de pa­les­tras do En­catho te­ve iní­cio com o Fó­rum de Ins­ti­tui­ções de En­si­no e uma pa­les­tra, a se­gun­da ati­vi­da­de mi­nis­tra­da pe­lo ex-jo­ga­dor de vô­lei Pau­lão, Me­da­lhis­ta Olím­pi­co em 1992 com a se­le­ção bra­si­lei­ra. Sob o te­ma “Co­mo trans­for­mar sua equi­pe em uma equi­pe cam­peã”, ele con­tou al­gu­mas ex­pe­ri­ên­ci­as que te­ve co­mo hós­pe­de e co­mo trou­xe seus apren­di­za­dos na qua­dra pa­ra a vi­da pes­so­al e con­se­quen­te­men­te, pro­fis­si­o­nal. “O tra­ba­lho em equi­pe é ex­tre­ma­men­te im­por­tan­te pa­ra qual­quer ti­po de ati­vi­da­de. O vô­lei me per­mi­tiu co­nhe­cer o mun­do, e ca­da eta­pa foi mar­can­te. Co­me­cei a jo­gar aos 14 anos, mas sem pre­ten­são. Mas nem sem­pre foi o gla­mour que se mos­tra quan­do ven­ce­mos cam­pe­o­na­tos. Es­te meu iní­cio foi o que me for­mou até che­gar aos tí­tu­los”, men­ci­o­nou o ex-atle­ta.

Tam­bém pa­les­trou du­ran­te o en­con­tro o bió­lo­go Randy Bal­dres­ca, que fa­lou so­bre o con­tro­le de pra­gas em am­bi­en­tes pú­bli­cos e co­mer­ci­ais co­mo ho­téis. O pa­les­tran­te fa­lou so­bre a im­por­tân­cia do con­tro­le dos ani­mais si­nan­tró­pi­cos nas Edi­fi­ca­ções Hu­ma­nas, co­mo ba­ra­tas, ra­tos, pom­bas, tra­ças, cu­pins, mos­cas e ou­tros. Se­gun­do ele, o con­tro­le re­duz a pro­ba­bi­li­da­de de ocor­rên­ci­as e de­ve con­si­de­rar em pri­mei­ro lu­gar a saú­de, o bem es­tar e o pa­trimô­nio das pes­so­as e das em­pre­sas.

Ou­tro de­ba­te im­por­tan­te abor­dou a re­for­ma tra­ba­lhis­ta e seu im­pac­to na ho­te­la­ria. Ewer­son Wi­ethorn, Di­re­tor da Du­et­to Con­ta­bi­li­da­de des­ta­cou a im­por­tân­cia dos pro­ce­di­men­tos con­tá­beis pa­ra a con­tra­ta­ção de fun­ci­o­ná­ri­os ter­cei­ri­za­dos na ho­te­la­ria. Se­gun­do ele, há di­ver­sos pon­tos a

se­rem ob­ser­va­dos. “Exis­te um do­cu­men­to cha­ma­do GFIP que con­tro­la o FGTS e INSS que de­ve ser re­co­lhi­do e re­pas­sa­do. Es­sa che­ca­gem é mui­to im­por­tan­te pa­ra ter­cei­ri­za­dos, pois o em­pre­sá­rio po­de ser res­pon­sa­bi­li­za­do por cus­tos que era do ter­cei­ri­za­do, fa­zen­do-se ne­ces­sá­ria a so­li­ci­ta­ção de uma Cer­ti­dão Ne­ga­ti­va”, co­men­tou Ewer­son.

Den­tre os pai­néis si­mul­tâ­ne­os, o te­ma “Ten­dên­ci­as na ven­da de hos­pe­da­gem” foi le­van­ta­do no fi­nal do en­con­tro, abor­dan­do con­cei­tos de Re­ve­nue Ma­na­ge­ment; o pa­pel da im­pren­sa es­pe­ci­a­li­za­da na co­mer­ci­a­li­za­ção do meio de hos­pe­da­gem – mi­nis­tra­do pe­lo Di­re­tor Edi­to­ri­al da Re­vis­ta Ho­tel, Ed­gar Jo­sé de Oli­vei­ra; pas­sos pa­ra o su­ces­so nas ven­das on­li­ne e li­nhas de atu­a­ção dos ho­téis co­o­pe­ra­ti­vos e agên­ci­as de vi­a­gem.

Ex­pro­tel – Fei­ra de Pro­du­tos e Ser­vi­ços

Já a Fei­ra de Pro­du­tos e Ser­vi­ços pa­ra Ho­te­la­ria – Ex­pro­tel, con­tou com a par­ti­ci­pa­ção de 43 em­pre­sas que, mais uma vez, en­cer­ram o even­to com mui­tas opor­tu­ni­da­des de ne­gó­ci­os, vi­si­tas mar­ca­das e pro­du­tos ven­di­dos, con­fir­man­do que é a prin­ci­pal vi­tri­ne de ne­gó­ci­os da re­gião Sul. “Nós che­ga­mos nes­ta edi­ção do En­catho & Ex­pro­tel em­pe­nhan­do mui­ta res­pon­sa­bi­li­da­de pa­ra que tu­do des­se cer­to. Que­ro di­zer pa­ra vo­cês que es­tou mui­to fe­liz com os re­sul­ta­dos, mas prin­ci­pal­men­te, em ver que os re­sul­ta­dos fo­ram sa­tis­fa­tó­ri­os pa­ra to­dos que aqui pas­sa­ram”, afir­mou Jo­sé Vai­lat­ti.

Ele apro­vei­tou a opor­tu­ni­da­de pa­ra agra­de­cer os apoi­a­do­res do even­to (San­tur, Go­ver­no de San­ta Ca­ta­ri­na, Fe­co­mér­cio-SC, BRDE e Sebrae), bem

co­mo os pa­tro­ci­na­do­res (Col­chões EcoF­lex, HSys­ten, Tom­ber­lin, Eb­ge-SC e SMG­ra­fik), aos pro­fis­si­o­nais da im­pren­sa, au­to­ri­da­des, as­so­ci­a­dos e co­la­bo­ra­do­res. Com to­do es­te su­ces­so, em 2018, o En­catho de­ve­rá acon­te­cer no in­te­ri­or ca­ta­ri­nen­se em sua pró­xi­ma edi­ção. Join­vil­le é a mais pro­vá­vel se­de.

Ha­rus mon­tou o mai­or es­tan­de do En­catho/ Ex­pro­tel pa­ra apre­sen­tar du­as no­vi­da­des

A Ha­rus So­lu­ções em Hos­pi­ta­li­da­de mon­tou o mai­or es­tan­de na 30ª edi­ção da EX­PRO­TEL – Fei­ra de Pro­du­tos e Ser­vi­ços pa­ra Ho­te­la­ria e Tu­ris­mo e EN­CATHO – En­con­tro Ca­ta­ri­nen­se de Ho­te­lei­ros. “O ob­je­ti­vo des­te es­tan­de foi­a­pre­en­tar mais con­for­to e co­mo­di­da­de aos nos­sos cli­en­tes e com is­to ofe­re­cer um aten­di­men­to mais per­so­na­li­za­dos. Apre­sen­ta­mos du­as no­vi­da­des em nos­so es­tan­de. Com is­to, con­se­gui­mos atin­gir já no se­gun­do dia a nos­sa me­ta es­ta­be­le­ci­da pa­ra es­te even­to que con­si­de­ra­mos mui­to im­por­tan­te pa­ra re­for­çar ain­da mais nos­sa mar­ca e ima­gem. O mer­ca­do de San­ta Ca­ta­ri­na é ex­cep­ci­o­nal pa­ra a Ha­rus e com cer­te­za es­ta­re­mos ex­pon­do no pró­xi­mo ano”, as­se­gu­rou Luiz Ro­ber­to Ma­grin Fi­lho, Di­re­tor ge­ral da Ha­rus.

As du­as no­vi­da­des apre­sen­ta­das no es­tan­de da Ha­rus fo­ram: a co­le­ção Fio a Fio que é fa­bri­ca­da pe­la Trus­sar­di pa­ra aten­der ho­téis pa­drão econô­mi­co e mids­ca­le e a GMM que é um tra­di­ci­o­nal fa­bri­can­te de mo­bi­liá­rio de al­to pa­drão pa­ra o mer­ca­do cor­po­ra­ti­vo e de al­to lu­xo. E os re­pre­sen­tan­tes des­tas em­pre­sas es­ta­vam no es­tan­de da Ha­rus pa­ra re­ve­lar es­ta par­ce­ria. Fá­bio Schaf­fer é o Di­re­tor da GMM, uma em­pre­sa com 10 anos de ati­vi­da­des que aten­de gran­des cli­en­tes cor­po­ra­ti­vos, co­mo a Vi­va­ra Joi­as, a lo­ja de de­co­ra­ção Et­na e a Her­man Mil­ler que é co­nhe­ci­da pe­lo al­tís­si­mo pa­drão

de qua­li­da­de de mo­bi­liá­rio. “Pos­suí­mos um par­que in­dus­tri­al mo­der­no de 30 mil m com equi­pa­men­tos de úl­ti­ma ge­ra­ção pa­ra aten­der cli­en­tes exi­gen­tes e en­xer­ga­mos na ho­te­la­ria um ni­cho a ser ex­plo­ra­do. Com is­to, fir­ma­mos es­ta par­ce­ria com a Ha­rus que pos­sui uma gran­de ex­per­ti­se no seg­men­to pa­ra le­var nos­sas so­lu­ções. Es­ta­mos com uma ex­pec­ta­ti­va bas­tan­te oti­mis­ta que es­ta par­ce­ria se­rá bas­tan­te pro­fí­cua, pois já te­mos or­ça­men­to pa­ra três ho­téis qua­se fi­na­li­za­do”, ga­ran­te Schaf­fer. Ele des­ta­ca vá­ri­os di­fe­ren­ci­ais que sua em­pre­sa pos­sui e que cer­ta­men­te fa­rá a di­fe­ren­ça pa­ra aten­der o seg­men­to ho­te­lei­ro. “Nos­so mo­der­no par­que fa­bril nos per­mi­te aten­der um gran­de vo­lu­me de mo­bi­liá­rio num cur­to es­pa­ço de tem­po. Nos­so ma­qui­ná­rio de úl­ti­ma ge­ra­ção per­so­na­li­za os mó­veis até mes­mo em pe­que­nas quan­ti­da­des. Além dis­to, con­se­gui­mos mon­tar um apar­ta­men­to pro­tó­ti­po pa­ra um ho­tel sem cus­to al­gum. Is­to nos tor­na bas­tan­te com­pe­ti­ti­vos no mer­ca­do e com a ca­pi­la­ri­da­de de dis­tri­bui­ção que a Ha­rus pos­sui no Bra­sil, cer­ta­men­te que va­mos fe­char mui­tos con­tra­tos em bre­ve”, con­cluiu Schaf­fer.

A Ge­ren­te co­mer­ci­al da Trus­sar­di, Ca­ro­li­na Abreu tam­bém es­tá com uma ex­pec­ta­ti­va bem oti­mis­ta em re­la­ção a es­ta par­ce­ria com a Ha­rus. “Com o lan­ça­men­to da mar­ca Fio a Fio con­se­gui­mos aten­der mei­os de hos­pe­da­gens pa­drão econô­mi­co e mids­ca­le com a ga­ran­tia de qua­li­da­de que con­sa­grou a Trus­sar­di no mer­ca­do de lu­xo. Com a gran­de pe­ne­tra­ção da Ha­rus em to­do ter­ri­tó­rio na­ci­o­nal, es­ta­mos con­vic­tos que con­se­gui­re­mos bons re­sul­ta­dos e va­mos con­so­li­dar a mar­ca Fio a Fio agre­gan­do ain­da mais va­lor aos ser­vi­ços pres­ta­dos pe­los ho­téis”, con­cluiu Ca­ro­li­na.

Foi aber­ta pe­los Di­re­to­res da ABIH-SC e au­to­ri­da­des lo­cais

Os­mar Vai­lat­ti – “Aqui po­de­mos dis­cu­tir os ru­mos que a ho­te­la­ria de­ve­rá se­guir”

Au­to­ri­da­des lo­cais e re­pre­sen­tan­tes do tra­de pres­ti­gi­a­ram a aber­tu­ra do 30º En­catho & Ex­pro­tel

To­das as pa­les­tras e ofi­ci­nas do 30º En­catho re­ce­be­ram gran­de pú­bli­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.