No­bi­le Ho­téis com­ple­ta 10 anos de ati­vi­da­des

Hoteis - - Administração -

A ad­mi­nis­tra­do­ra ho­te­lei­ra com­ple­tou 10 anos de ati­vi­da­des no úl­ti­mo dia 18 de janeiro e já tem bons mo­ti­vos pa­ra co­me­mo­rar. Já é a 4ª mai­or no Bra­sil em seu seg­men­to, mas qu­er ir ain­da mais lon­ge e pro­je­ta au­men­tar o seu port­fó­lio pa­ra 100 ho­téis nos pró­xi­mos anos. Nes­ta pri­mei­ra dé­ca­da de atu­a­ção no mer­ca­do ho­te­lei­ro, a No­bi­le Ho­téis es­tá pre­sen­te em dois paí­ses (Bra­sil e Pa­ra­guai). Ope­ra em to­das as re­giões do país e em 16 es­ta­dos, con­ta com mais de 50 em­pre­en­di­men­tos sob sua ad­mi­nis­tra­ção, den­tre eles: ho­téis, apart ho­téis, con­do-ho­téis e long stays.

So­men­te em 2017, a No­bi­le ob­te­ve um fa­tu­ra­men­to de R$ 264 mi­lhões e in­cor­po­rou 22 no­vos ho­téis ao seu port­fó­lio em di­ver­sas re­giões do Bra­sil. Além dis­so, a No­bi­le Ho­téis co­mer­ci­a­li­za um in­ven­quar­tos,

tá­rio com mais de 8.000 apar­ta­men­tos e pos­sui 14 mar­cas ho­te­lei­ras na­ci­o­nais pró­pri­as e in­ter­na­ci­o­nais do Wyndham Ho­tel Group e da Red Ro­of, nas ca­te­go­ri­as de econô­mi­co a lu­xo. Umas das par­ce­ri­as es­tra­té­gi­cas re­a­li­za­das às vés­pe­ras de com­ple­tar 10 anos foi a jun­ção com a mi­nei­ra Ar­co Ho­téis (Ho­téis San Di­e­go), on­de jun­tas as com­pa­nhi­as pas­sa­rão a ocu­par a 3ª po­si­ção no ran­king das mai­o­res Ad­mi­nis­tra­do­ras Ho­te­lei­ras do Bra­sil em nú­me­ro de apar­ta­men­tos e a 1ª po­si­ção en­tre aque­las com ca­pi­tal ge­nui­na­men­te na­ci­o­nal. São 2.200 co­la­bo­ra­do­res e mais de 6.500 in­ves­ti­do­res que acre­di­tam na No­bi­le pa­ra ge­rir, ren­ta­bi­li­zar e va­lo­ri­zar seus em­pre­en­di­men­tos.

Pri­mei­ros pas­sos

Ro­ber­to Ber­ti­no, Fun­da­dor e Pre­si­den­te da No­bi­le Ho­téis, re­lem­bra que a ad­mi­nis­tra­do­ra deu seus pri­mei­ros pas­sos em 2008, ano das Olim­pía­das de Pe­quim, da mai­or cri­se mun­di­al des­de 1929 e da elei­ção do pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos, Ba­rack Oba­ma. “De lá pa­ra cá, 10 anos se pas­sa­ram e mui­tas fo­ram as ex­pe­ri­ên­ci­as e con­quis­tas. A No­bi­le en­fren­tou as di­fi­cul­da­des já co­nhe­ci­das pa­ra se em­pre­en­der no Bra­sil e um ce­ná­rio econô­mi­co e po­lí­ti­co con­tur­ba­do. Com a cren­ça no seu pla­no de ne­gó­ci­os, tra­ba­lho ár­duo, cri­a­ti­vi­da­de em­pí­ri­ca, dis­ci­pli­na fa­ná­ti­ca e sem­pre bus­can­do as pes­so­as cer­tas pa­ra os lu­ga­res cer­tos, a No­bi­le su­pe­rou os de­sa­fi­os e con­se­guiu so­bre­vi­ver e cres­cer no ce­ná­rio ho­te­lei­ro na­ci­o­nal. Ao com­ple­tar 10 anos, a No­bi­le ocu­pa a 4ª po­si­ção no ran­king das 50 mai­o­res ad­mi­nis­tra­do­ras ho­te­lei­ras no Bra­sil, se­gun­do o re­la­tó­rio “Bra­sil em Nú­me­ros 2017” da Jo­nes Lang LaSal­le”, en­fa­ti­zou o fun­da­dor da com­pa­nhia. “A re­de No­bi­le atin­giu a sua ma­tu­ri­da­de ins­ti­tu­ci­o­nal por ter um com­por­ta­men­to fle­xí­vel e sa­ber adap­tar-se às cir­cuns­tân­ci­as sem abrir mão de va­lo­res fun­da­men­tais. Ado­tou uma vi­são glo­bal e de­mons­trou enor­me fa­ci­li­da­de de adap­ta­ção e con­ví­vio com no­vas cul­tu­ras, as­su­min­do de­sa­fi­os e for­man­do no­vas equi­pes. Sem­pre tra­tou seus par­cei­ros sem ar­ro­gân­cia e pre­po­tên­cia, atu­an­do com lí­de­res que pos­su­em con­vic­ções pró­pri­as e dis­pos­tos a in­flu­en­ci­ar e se­rem in­flu­en­ci­a­dos. Sem­pre es­ti­mu­lou seus exe­cu­ti­vos a pen­sa­rem com `ca­be­ça de do­no’, com fo­co na con­tri­bui­ção, na cri­a­ção de no­vas opor­tu­ni­da­des e na sua trans­for­ma­ção em ri­que­zas ma­te­ri­ais e morais. Tu­do is­so, com com­por­ta­men­to cí­vi­co, cum­prin­do com a res­pon­sa­bi­li­da­de so­ci­al e am­bi­en­tal”, dis­se.

Se­gun­do ele, o pla­ne­ja­men­to estratégico e o tra­ba­lho sé­rio, jun­to com a pai­xão e es­for­ço da equi­pe, se­gui­rão sen­do os pi­la­res da pro­pos­ta nos pró­xi­mos anos. “Sa­be­mos que te­re­mos à fren­te mui­tos de­sa­fi­os, mas que, jun­tos e com a ex­pe­ri­ên­cia con­quis­ta­da nos úl­ti­mos dez anos, os afron­ta­re­mos com a má­xi­ma con­fi­an­ça. A ca­da ano que pas­sa te­nho mais or­gu­lho de fa­zer par­te da Fa­mí­lia No­bi­le. Sim, além de uma em­pre­sa, so­mos uma Fa­mí­lia e is­so nos en­che de or­gu­lho!”, fi­na­li­zou Ber­ti­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.