Ca­be­lo po­de­ro­so!

Malu - - Transformação -

N o ar co­mo Tâ­nia, em Pe­ga

Pe­ga, Je­nif­fer Nas­ci­men­to os­ten­ta uma ca­be­lei­ra de res­pon­sa: ca­chos ma­ra­vi­lho­sos e de­fi­ni­dos con­quis­ta­dos com mui­to es­for­ço! Is­so por­que a atriz já pas­sou por tran­si­ção ca­pi­lar, já que ali­sa­va os fi­os an­ti­ga­men­te. Ve­ja o que ela con­tou ao si­te Gshow!

An­ti­ga li­sa

“O ca­be­lo li­so eu usei gran­de par­te da mi­nha ado­les­cên­cia, dos 12 até os 20 anos. An­tes, eu já usa­va quí­mi­ca para ‘ama­ci­ar o ca­be­lo’. Não ti­ra­va os ca­chos, mas era para di­mi­nuir aque­le vo­lu­me”, con­tou. A ver­da­dei­ra des­co­ber­ta dos seus ca­chos veio de­pois de um ano e dois me­ses vi­ven­do com as tran­ças da per­so­na­gem Sol, de “A Sol pre­ci­sa­va ser uma per­so­na­gem em­po­de­ra­da, uma Ma­lha­ção So­nhos. per­so­na­gem mui­to re­pre­sen­ta­ti­va. Quan­do eu pas­sei no tes­te, es­ta­va de ca­be­lo li­so, cheio de lu­zes loi­ras e me­gahair. Aqui­lo era to­tal­men­te con­tra o que a ela pre­ga­va”, lem­bra.

Tran­si­ção ca­pi­lar

“Co­mo mu­lher eu fi­quei mais se­gu­ra, mais for­te. A tran­si­ção ca­pi­lar foi na mes­ma épo­ca da mi­nha tran­si­ção de me­ni­na para mu­lher, en­tão me for­ta­le­ceu mui­to. Fi­quei mais se­gu­ra, sei im­por mais mi­nha opi­nião so­bre as coi­sas”. Mas es­se pro­ces­so não fo­ram só flo­res, co­mo a atriz lem­bra: “Ti­ve­ram al­guns co­men­tá­ri­os sem no­ção, mas si­tu­a­ção de pre­con­cei­to en­quan­to eu es­ta­va com a tran­ça, gra­ças a Deus não so­fri. Ti­nham olha­res tor­tos, ain­da mais quan­do eu ia num even­to on­de as pes­so­as usam aque­les ca­be­los ar­ru­ma­dos. Eu fa­lo que, quan­do eu as­su­mi os meus ca­chos, foi o mo­men­to em que eu en­ten­di o que era ser ne­gra no nos­so país e o que era so­frer pre­con­cei­to”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.