Na­tal traz a es­pe­ran­ça de no­vo em­pre­go

Meiahora - RJ - - EMPREGOS -

Co­mér­cio abre cer­ca de du­as mil opor­tu­ni­da­des de tra­ba­lho na Bai­xa­da

ONa­tal re­pre­sen­ta ale­gria, co­me­mo­ra­ção e pre­sen­tes pa­ra mui­ta gen­te. Mas tam­bém sig­ni­fi­ca renda pa­ra cen­te­nas de pes­so­as que es­tão de­sem­pre­ga­das: são os tra­ba­lhos tem­po­rá­ri­os. E que po­dem se tor­nar fi­xos.

Este ano ain­da es­tão em aber­to cer­ca de du­as mil va­gas na Bai­xa­da Flu­mi­nen­se, a mai­or par­te em lo­jas de shop­pings. Mas a efe­ti­va­ção não se­rá pa­ra to­dos. Se­gun­do Tel­mo de Oli­vei­ra, di­re­tor do Sin­di­ca­to dos Tra­ba­lha­do­res do Co­mér­cio de No­va Igua­çu e re­gião, apro­xi­ma­da­men­te 10% se man­te­rá em­pre­ga­da.

“Estamos vin­do de um mer­ca­do que es­tá sain­do da re­tra­ção. Há uma re­cu­pe­ra­ção len­ta on­de os tra­ba­lha­do­res pro­cu­ram por vaga de tra- ba­lho. A in­for­ma­li­da­de tem ab­sor­vi­do es­sa mão de obra. Nes­te ins­tan­te não há co­mo pre­ver, com pre­ci­são, quan­tos tem­po­rá­ri­os serão efe­ti­va­dos. No en­tan­to, de­ve fi­car em tor­no de 10%”, pre­vê Tel­mo.

O eco­no­mis­ta che­fe da Fe­de­ra­ção do Co­mér­cio do Es­ta­do do Rio de Ja­nei­ro (Fe­co­mér­cio-RJ), João Go­mes, afir­ma que o mer­ca­do de em­pre­gos apre­sen­tou em se­tem­bro nú­me­ros po­si­ti­vos com o au­men­to da con­tra­ta­ção, mas ain­da é ce­do pa­ra co­me­mo­ra­ções”, ana­li­sa.

“A ten­dên­cia é os em­pre­sá­ri­os abri­rem mais va­gas. Ti­ve­mos três anos - 2015,2016 e 2017 - ne­ga­ti­vos. Este ano há uma ex­pec­ta­ti­va de re­cu­pe­ra­ção. Acre­di­to que ha­ve­rá uma am­pli­a­ção gra­da­ti­va de va­gas de em­pre­go”, diz.

Da­dos da Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal do Co­mér­cio (CNC) apon­tam a aber­tu­ra de um to­tal de apro­xi­ma­da­men­te 70 mil va­gas de tra­ba­lho, sen­do em tor­no de 48 mil, nas áre­as de ves­tuá­rio, hi­per­mer­ca­dos e su­per­mer­ca­dos.

Em­bo­ra a mai­o­ria das va­gas te­nham si­do pre­en­chi­das, mui­tas lo­jas con­ti­nu­am acei­tan­do cur­rí­cu­los, co­mo nos shop­pings Gran­de Rio, em São João de Me­ri­ti, e o Shop­ping No­va Igua­çu, on­de cer­ca de 20 lo­jas es­tão com va­gas tem­po­rá­ri­as.

“Es­se tam­bém é um mo­pa­ra men­to im­por­tan­te pa­ra os in­te­res­sa­dos mos­tra­rem su­as com­pe­tên­ci­as e, quem sa­be, se­rem efe­ti­va­dos após o Na­tal. As va­gas pa­ra ge­rên­cia, por exem­plo, são de­fi­ni­ti­vas”, co­men­ta Tha­min­ne Cer­quei­ra, ge­ren­te de Mar­ke­ting do shop­ping No­va Igua­çu.

De­pois de oi­to me­ses de­sem­pre­ga­do Hen­ri­que San­tos, de Du­que de Ca­xi­as, con­se­guiu uma vaga. “A mi­nha úni­ca renda nes­te tem­po foi ven­der do­ces na fren­te de casa. Espero fi­car em­pre­ga­do”, es­pe­ra.

DI­VUL­GA­ÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.