ACA­BOU O TEM­PO

O Dia - - MUNDO -

Ima­gi­ne: O tem­po aca­bou, o juiz api­tou. Fim de trei­no. Com que no­ta vo­cê ter­mi­nou es­sa par­ti­da? Com 6, 7 ou dez? Não im­por­ta. É com ela que vo­cê vai pre­ci­sar ir à lu­ta. Um no­vo jo­go co­me­çou. É com o que vo­cê apren­deu até aqui, que vo­cê te­rá que so­bre­vi­ver e fa­zer al­go. Não há mais tem­po pa­ra a bus­ca de per­fei­ção. É ago­ra ou já.

Ima­gi­ne! Es­sa per­cep­ção sur­giu du­ran­te um pa­po com um ami­go. Fa­lá­va­mos das ne­ces­si­da­des do mun­do. De to­do la­do vem gen­te pe­din­do so­cor­ro. Às ve­zes o pe­di­do é de­ses­pe­ra­do. Às ve­zes si­len­ci­o­so, não faz ba­ru­lho apa­ren­te, mas é gri­tan­te. E aque­les que têm con­di­ções de ajudar - e to­dos têm ain­da fi­cam re­lu­tan­tes, pen­san­do se são ou não ca­pa­zes. Acham que sa­bem pou­co, que pre­ci­sam apren­der mais etc. etc. Mas o pou­co com Deus é mui­to. E na­da do que fa­ze­mos, nós fa­ze­mos so­zi­nhos. Qu­an­do da­mos o pri­mei­ro pas­so, as aju­das sur­gem, em for­ma de gen­te e ins­pi­ra­ção. Ação. É só is­so que es­pe­ram de nós. Que fa­ça­mos a nos­sa parte. Uma parte com ou­tra parte for­ma uma parte mai­or. O To­do é a so­ma das par­tes. Se­ja uma pre­sen­ça, não uma la­cu­na. E is­so é tu­do. Não im­por­ta quan­tos es­te­ja jun­tos. O que con­ta é a qua­li­da­de, o com­pro­mis­so, a dis­po­si­ção. E se so­mos to­dos im­per­fei­tos, es­sa se­me­lhan­ça nos igua­la. O tem­po aca­bou.

Um no­vo so­nho co­me­çou.

É com es­se que eu vou! Va­mos!

So­mos to­dos lu­zes Pe­que­nos deu­ses Je­su­ses.

Não es­pe­re re­ce­ber do mun­do aqui­lo que o mun­do es­pe­ra re­ce­ber de nós!

Não es­pe­re re­ce­ber do mun­do aqui­lo que o mun­do es­pe­ra re­ce­ber de nós

Fer­nan­do Man­sur: Ra­di­a­lis­ta. Es­cri­tor. Pro­fes­sor. Gra­du­a­do em Le­tras pe­la Uni­ver­si­da­de Ca­tó­li­ca de Mi­nas Ge­rais (Pon­te No­va). Mes­tre e dou­tor em Co­mu­ni­ca­ção pe­la UFRJ. BLOG FM_FERNANDO MAN­SUR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.