Es­ta­dos Uni­dos e Israel avi­sam que vão sair da Unesco

O Dia - - MUNDO - > Washing­ton e Tel-Aviv Com Agência France-Pres­se

Os Es­ta­dos Uni­dos e Israel anun­ci­a­ram on­tem a de­ci­são de re­ti­rar-se da Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das pa­ra a Edu­ca­ção, a Ci­ên­cia e a Cul­tu­ra (Unesco), acu­san­do-a de ser an­ti-is­ra­e­len­se. No iní­cio de ju­lho, os EUA clas­si­fi­ca­ram de “afron­ta à his­tó­ria” a de­ci­são da Unesco de de­cla­rar a ci­da­de de He­bron, na Cis­jor­dâ­nia ocu­pa­da, “zo­na pro­te­gi­da” do pa­trimô­nio mun­di­al.

Após vá­ri­os anos de ten­sões com esta agência da ONU com se­de em Pa­ris e em pro­ces­so de elei­ção do no­vo di­re­tor-ge­ral, a por­ta-voz do De­par­ta­men­to de Es­ta­do ame­ri­ca­no, He­ather Nau­ert, anun­ci­ou que Washing­ton pre­vê dei­xar a or­ga­ni­za­ção, mas apon­tou ou­tras ra­zões. “Es­sa de­ci­são não foi to­ma­da ra­pi­da­men­te e re­fle­te a pre­o­cu­pa­ção dos EUA com os cres­cen­tes atra­sos nos pa­ga­men­tos (das con­tri­bui­ções) à Unesco, a ne­ces­si­da­de de re­for­ma na or­ga­ni­za­ção e o con­tí­nuo pre­con­cei­to con­tra Israel”, dis­se Nau­ert.

Pou­co de­pois de Washing­ton, Israel in­di­cou que também vai aban­do­nar a Unesco, que qua­li­fi­cou de “te­a­tro do ab­sur­do, on­de se de­for­ma a his­tó­ria, em vez de pre­ser­vá-la”. “En­tra­mos em no­va era das Na­ções Uni­das: a que, quan­do se dis­cri­mi­nar Israel, te­rá que as­su­mir as con­sequên­ci­as”, vo­ci­fe­rou o em­bai­xa­dor is­ra­e­len­se na ONU, Danny Da­non.

A di­re­to­ra-ge­ral da Unesco, Iri­na Bo­ko­va, afir­mou “la­men­tar pro­fun­da­men­te” o in­ci­den­te. “A uni­ver­sa­li­da­de é es­sen­ci­al pa­ra a mis­são da Unesco de cons­truir a paz e a se­gu­ran­ça in­ter­na­ci­o­nais em fa­ce do ódio e da vi­o­lên­cia, atra­vés da de­fe­sa dos di­rei­tos hu­ma­nos e da dig­ni­da­de hu­ma­na”, afir­mou Bo­ko­va. “É uma per­da pa­ra a fa­mí­lia das Na­ções Uni­das. É uma per­da pa­ra o mul­ti­la­te­ra­lis­mo”, res­sal­tou.

O Co­mi­tê do Pa­trimô­nio Mun­di­al da Unesco ins­cre­veu a Ci­da­de Ve­lha de He­bron co­mo sí­tio “de va­lor uni­ver­sal ex­cep­ci­o­nal”. Também pôs a ci­da­de na lis­ta de pa­trimô­ni­os em pe­ri­go. He­bron é o lar de 200 mil pa­les­ti­nos e cen­te­nas de co­lo­nos is­ra­e­len­ses, per­to do lo­cal sa­gra­do que os ju­deus cha­mam de o tú­mu­lo dos Pa­tri­ar­cas e os mu­çul­ma­nos de Mes­qui­ta de Ibrahim.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.