Gil­mar re­la­ta ou­tra so­li­ci­ta­ção pa­ra in­ves­ti­gar Aé­cio

Pre­si­den­te do STF re­pas­sa a mi­nis­tro da Cor­te ca­so que en­vol­ve se­na­dor e o Ban­co Rural na épo­ca do men­sa­lão

O Estado de São Paulo - - Política - Gus­ta­vo Agui­ar /

O pre­si­den­te do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral, Ricardo Lewan­dows­ki, de­ter­mi­nou o en­vio ao mi­nis­tro Gil­mar Men­des do pe­di­do fei­to pe­la Pro­cu­ra­do­ri­aGe­ral da Re­pú­bli­ca pa­ra in­ves­ti­gar o pre­si­den­te do PSDB, se­na­dor Aé­cio Neves (MG), por su­pos­ta ma­ni­pu­la­ção de da­dos do Ban­co Rural. Além de Aé­cio, o ca­so tam­bém en­vol­ve o de­pu­ta­do Car­los Sam­paio (PSDB-SP) e o pre­fei­to do Rio, Edu­ar­do Paes (PMDB).

O pe­di­do foi fei­to pe­lo pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not, ao mi­nis­tro Te­o­ri Za­vasc­ki co­mo um des­do­bra­men- to da Ope­ra­ção La­va Ja­to. Ao con­si­de­rar que o ca­so não tem a ver com as in­ves­ti­ga­ções so­bre o es­que­ma de cor­rup­ção na Pe­tro­brás, o mi­nis­tro Te­o­ri su­ge­riu

Em­prei­tei­ros Del­cí­dio diz que o no­me do mi­nis­tro Ri­bei­ro Dan­tas (fo­to) foi su­ge­ri­do pe­lo pre­si­den­te do STJ, Fran­cis­co Fal­cão, pa­ra fa­vo­re­cer em­prei­tei­ros al­vo da La­va Ja­to. que o ca­so fos­se re­dis­tri­buí­do a Gil­mar, que já é o re­la­tor de um inqué­ri­to con­tra Aé­cio so­bre um es­que­ma de cor­rup­ção na es­ta­tal Fur­nas Cen­trais Elé­tri­cas.

Te­o­ri de­fen­deu que os dois ca­sos são cor­re­la­tos e, por is­so, de­ve­ri­am ser re­la­ta­dos pe­lo mes­mo mi­nis­tro, o que foi aca­ta­do por Lewan­dows­ki.

O no­vo re­la­tor do pe­di­do pre­ci­sa­rá de­ci­dir, ago­ra, se abri­rá ou não um no­vo inqué­ri­to con­tra o tu­ca­no. O pe­di­do de Ja­not tem co­mo ba­se a de­la­ção pre­mi­a­da do se­na­dor cas­sa­do Del­cí­dio Ama­ral (sem par­ti­doMS), que acu­sou Aé­cio de ma­ni­pu­lar as in­for­ma­ções do Ban­co Rural pa­ra es­con­der o men­sa­lão mi­nei­ro du­ran­te a CPI dos Cor­rei­os quan­do era go­ver­na­dor de Mi­nas Ge­rais.

Del­cí­dio pre­si­diu a CPI dos Cor­rei­os e afir­mou ter “se­gu­ra­do a bar­ra” pa­ra que não vi­es­se à to­na a mo­vi­men­ta­ção fi­nan­cei­ra das em­pre­sas de Mar­cos Va­lé­rio no Ban­co Rural que “atin­gi­ri­am em cheio” in­te­gran­tes do PSDB por cau­sa do men­sa­lão mi­nei­ro. O se­na­dor cas­sa­do dis­se que Aé­cio fi­cou in­co­mo­da­do com a que­bra de si­gi­lo do ban­co du­ran­te as in­ves­ti­ga­ções. O tu­ca­no te­ria en­tão ma­qui­a­do as con­tas da ins­ti­tui­ção pa­ra não se “com­pro­me­ter” e ali­a­dos co­mo Clé­sio An­dra­de (en­tão vi­ce­go­ver­na­dor de Mi­nas).

Na épo­ca, Paes era se­cre­tá­rio-ge­ral do par­ti­do e te­ria si­do es­ca­la­do por Aé­cio pa­ra atu­ar, com Sam­paio, pa­ra pos­ter­gar a apre­sen­ta­ção de in­for­ma­ções pe­lo Ban­co Rural.

Pro­cu­ra­do­ria Se­gun­do Ja­not, há ele­men­tos pa­ra pe­dir a aber­tu­ra de inqué­ri­to no STF con­tra Dil­ma por sus­pei­ta de ten­ta­ti­va de obs­tru­ção da Ope­ra­ção La­va Ja­to.

Na se­ma­na pas­sa­da, após as­su­mir a re­la­to­ria do pe­di­do de Ja­not con­tra Aé­cio so­bre o ca­so de Fur­nas, o mi­nis­tro de­ci­diu ins­tau­rar um inqué­ri­to. Mas, em me­nos de 24 ho­ras, vol­tou atrás e sus­pen­deu o an­da­men­to das in­ves­ti­ga­ções até que o pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca se ex­pli­que so­bre o pe­di­do. Se­gun­do Ja­not, Aé­cio te­ria re­ce­bi­do pro­pi­na de em­pre­sas ter­cei­ri­za­das que pres­ta­vam ser­vi­ço pa­ra Fur­nas.

De­fe­sas. Em no­ta, a as­ses­so­ria de im­pren­sa de Aé­cio afir­mou que “pes­qui­sa ofi­ci­al fei­ta nos ar­qui­vos da CPMI dos Cor­rei­os ates­ta que se­quer hou­ve o pe­di­do men­ci­o­na­do pe­lo se­na­dor Del­cí­dio Ama­ral”. Tam­bém em no­ta, Sam­paio dis­se es­pe­rar “com tran­qui­li­da­de o des­fe­cho do ca­so”. Paes in­for­mou que es­tá à dis­po­si­ção da Jus­ti­ça pa­ra es­cla­re­cer os fa­tos.

DIDA SAM­PAIO/ES­TA­DÃO-18/3/2016

De­fe­sa. Se­na­dor diz que ar­qui­vo da CPI des­men­te sus­pei­ta

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.