Só eleito le­al à Cons­ti­tuin­te to­ma­rá pos­se, diz cha­vis­ta

O Estado de S. Paulo - - Internacional -

• O pre­si­den­te Ni­co­lás Ma­du­ro afir­mou on­tem que os 23 go­ver­na­do­res que fo­rem elei­tos no do­min­go de­ve­rão “se su­bor­di­nar” à As­sem­bleia Cons­ti­tuin­te – or­ga­nis­mo que es­tá aci­ma dos ou­tros po­de­res e é con­si­de­ra­do uma frau­de pe­la opo­si­ção – ou não po­de­rão to­mar pos­se. “Os que não ju­ra­rem le­al­da­de não to­mam pos­se e pon­to, que vão cho­rar para Washing­ton”, afir­mou Ma­du­ro no Pa­lá­cio de Mi­ra­flo­res. O pre­si­den­te acres­cen­tou ain­da que os ve­ne­zu­e­la­nos que saí­rem para vo­tar no do­min­go es­ta­rão re­co­nhe­cen­do a le­ga­li­da­de e o “po­der ple­no” da Cons­ti­tuin­te, con­vo­ca­da em maio, por­que “o or­ga­nis­mo foi qu­em con­vo­cou a elei­ção”. A vo­ta­ção re­gi­o­nal de­ve­ria ter ocor­ri­do em 2016.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.