De­ses­pe­ran­te

O Estado de S. Paulo - - Espaço Aberto -

Con­fes­so des­co­nhe­cer a fun­do os cor­re­do­res es­cu­ros, a ló­gi­ca po­lí­ti­ca de Bra­sí­lia. Mas tam­bém me con­fes­so par­ti­cu­lar­men­te de­ses­pe­ra­do e de­ses­pe­ran­ço­so com o Con­gres­so Na­ci­o­nal. Não bas­tas­se ter­mos o País que­bra­do, o que é fa­cil­men­te vis­to a olho nu, os srs. con­gres­sis­tas, em vez de re­for­ma­rem o Es­ta­do pa­ra tor­ná-lo mais efi­ci­en­te, um Es­ta­do que cai­ba no bol­so dos con­tri­buin­tes re­ma­nes­cen­tes (sim, por­que só os de­sa­ten­tos ain­da não en­ten­de­ram que de­sem­pre­ga­dos e em­pre­sas fe­chan­do e sem lu­cro dei­xam de pa­gar im­pos­tos), que­rem au­men­tar as des­pe­sas fi­xas do go­ver­no (aque­las que, uma vez pos­tas, nun­ca mais de­sa­pa­re­cem) em mais R$ 20 bi­lhões! A pseu­do­ló­gi­ca só po­de ser: sal­var o Es­ta­do (lei­a­se vo­tar uma re­for­ma da Pre­vi­dên­cia pa­ra va­ler, en­tre ou­tras) é sui­cí­dio elei­to­ral, que­brar o Es­ta­do é ga­ran­tia de re­e­lei­ção. De­pois se es­pan­tam, in­cluí­da es­sa im­pren­sa lar­ga­men­te es­quer­do­ta, com o sur­gi­men­to de aven­tu­rei­ros de­ma­go­gos e des­pre­pa­ra­dos no ce­ná­rio da elei­ção pre­si­den­ci­al de 2018. De­ses­pe­ran­te. OSCAR THOMPSON os­carthomp­son@hot­mail.com Santana de Par­naí­ba

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.