SI­BAYO: O PO­VO DE PE­DRA

Qual Viagem - - PERU -

A 3,9 mil me­tros de al­ti­tu­de, o rio Colca e su­as cor­ren­tes de água ge­la­da, on­de tru­tas ro­sa­das e bran­cas se re­pro­du­zem, acom­pa­nha a ro­do­via até um po­vo­a­do im­pres­si­o­nan­te: Si­bayo, co­nhe­ci­do tam­bém co­mo o “po­vo de pe­dra”.

O pe­que­no vi­la­re­jo, on­de mo­ram pou­co mais de mil pes­so­as, tem cer­ca de 200 ca­sas fei­tas de pe­dra e co­ber­tas de pa­lha, co­mo em seus pri­mór­di­os. Em fren­te à igre­ja de São João Ba­tis­ta, na lin­da e bem cui­da­da pra­ça on­de se des­ta­ca uma be­la fon­te, se vê mu­lhe­res de tra­jes ca­rac­te­rís­ti­cos da cul­tu­ra pe­ru­a­na apro­vei­tar a som­bra e te­cer su­as rou­pas com fi­os de al­pa­ca. Os mo­ra­do­res, des­cen­den­tes dos ín­di­os que se fi­xa­ram na re­gião 700 anos atrás, pro­por­ci­o­nam um ti­po de tu­ris­mo ca­da vez mais cres­cen­te nes­sa re­gião: o re­cep­ti­vo. O vi­si­tan­te, além de co­nhe­cer o do­ce vi­la­re­jo, é con­vi­da­do a ex­pe­ri­men­tar pra­tos tí­pi­cos na ca­sa de um mo­ra­dor lo­cal - mo­men­to em que se per­ce­be o ca­lor do aco­lhi­men­to des­se po­vo que, de pe­dra, só tem o no­me.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.