De­co quer pre­mi­ar os am­bi­en­ta­lis­tas

As­so­ci­a­ção lan­ça pe­ti­ção pa­ra obri­gar as câ­ma­ras a re­ve­rem a for­ma co­mo é co­bra­da a re­co­lha do li­xo.

Destak - - Atualidade - JOÃO MONIZ jmo­niz@des­tak.pt

Atu­al­men­te, a mai­o­ria das au­tar­qui­as por­tu­gue­sas in­de­xa a co­bran­ça do va­lor dos re­sí­du­os ao vo­lu­me de água con­su­mi­do por ca­da con­su­mi­dor. Pa­ra a As­so­ci­a­ção Por­tu­gue­sa pa­ra a De­fe­sa do Con­su­mi­dor, «a atu­al for­ma de pa­ga­men­to es­ta­be­le­ce uma re­la­ção ce­ga com o vo­lu­me de água», que não tem em con­ta se o con­su­mi­dor ado­ta um com­por­ta­men­to am­bi­en­tal­men­te res­pon­sá­vel, «de se­pa­rar o seu li­xo, de con­tri­buir pa­ra a res­pe­ti­va re­ci­cla­gem».

Pa­ra obri­gar as câ­ma­ras do país a de­fi­nir, até 2020, um sis­te­ma e ta­ri­fá­rio mais jus­to pa­ra o ser­vi­ço dos re­sí­du­os, a DE­CO PRO­TES­TE lan­çou uma cam­pa­nha on­li­ne. Aí con­vi­da os con­su­mi­do­res a as­si­na­rem uma Car­ta de In­ten­ção pe­la «jus­ti­ça e equi­da­de no cál­cu­lo das ta­ri­das de re­sí­du­os co­bra­dos na fa­tu­ra de água», que vai es­tar dis­po­ní­vel até 30 de no­vem­bro em www.li­xo­se­ma­gua.pt.

A DE­CO vai con­ti­nu­ar a lu­tar pelo «re­co­nhe­ci­men­to de con­du­tas am­bi­en­tal­men­te res­pon­sá­veis e sus­ten­ta­das».

Com­por­ta­men­tos que fa­vo­re­cem re­ci­cla­gem não são be­ne­fi­ci­a­dos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.