O Ri­car­do Du­rand diz que foi um «youtuber an­tes do tem­po», no iní­cio do mi­lé­nio.

PC Guia - - ÍNDICE -

Às ve­zes, em brin­ca­dei­ra jun­to de ami­gos, cos­tu­mo di­zer que fui youtuber an­tes do tem­po. Só ti­ve o meu pri­mei­ro com­pu­ta­dor em 2000, on­de uma web­cam VGA da Cre­a­ti­ve se ali­a­va a um mi­cro­fo­ne de me­sa, de mar­ca bran­ca, ao ser­vi­ço des­te im­ber­be pro­du­tor de con­teú­dos. No Win­dows Me, e mais tar­de no XP, cor­ria o Mo­vie Ma­ker que che­ga­va e so­bra­va pa­ra as en­co­men­das. Eu e um ami­go, ins­pi­ra­dos pe­los acon­te­ci­men­tos diá­ri­os, ou pe­los sket­ches do Her­man En­ci­clo­pé­dia, gra­vá­mos al­guns vídeos, da­que­les ain­da ho­je que se pa­re­cem com a «lín­gua in­gle­sa», dos Clã: «Não atrai­çoa nin­guém». Na al­tu­ra, di­fun­dir as nos­sas cri­a­ções era, e não era, um pro­ble­ma. Pas­so a ex­pli­car: se por um la­do não ha­via qual­quer pla­ta­for­ma on­de pu­dés­se­mos pu­bli­car as obras, por ou­tro tam­bém não sen­tía­mos ne­ces­si­da­de dis­so. Nun­ca me lem­bro de ter di­to qual­quer coi­sa co­mo «o que era bom era exis­tir um si­te pa­ra pu­bli­car es­tes vídeos to­dos», por­que qu­an­do o que­ría­mos fa­zer man­dá­va­mos um e-mail ou par­ti­lhá­va­mos pe­lo MSN Mes­sen­ger. Ho­je, es­cu­sa­do se­rá di­zer, que a fa­ma es­tá on­li­ne, se­ja a mos­trar um jo­go com co­men­tá­ri­os em di­rec­to, a en­go­lir ca­ne­la co­mo se fos­se água ou a pre­gar par­ti­das (o cha­ma­do ‘tro­lar’) aos ami­gos. Fa­zer aqui­lo de que se gos­ta, sem ser, efec­ti­va­men­te um tra­ba­lho, e ain­da ga­nhar al­guns mi­lha­res de eu­ros com is­so é ou­ro so­bre azul. Ape­sar de as mi­nhas re­fe­rên­ci­as no youtube es­ta­rem to­das lá fo­ra (Ca­sey Ni­es­tat, Ch­ris Stuck­mann, Mar­ques Brown­lee, Key & Pe­e­le), Por­tu­gal tam­bém es­tá cheio de exem­plos de su­ces­so, que mos­tram mui­ta cri­a­ti­vi­da­de e re­si­li­ên­cia. Quer se gos­te ou não do es­ti­lo, e eu te­nho mui­tas re­ser­vas em re­la­ção a is­so, não me cus­ta na­da re­co­nhe­cer o es­for­ço e a qua­li­da­de de mui­tos you­tu­bers por­tu­gue­ses. Até por­que, com as de­vi­das di­fe­ren­ças, já pas­sá­mos to­dos pe­lo mes­mo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.