GON­ÇA­LO QUA­SE IMITOU O PAI

Record (Portugal) - - MUNDIAL’2018 - JOAQUIM PAULO E PEDRO GON­ÇA­LO PINTO

Avan­ça­do vi­veu noi­te es­pe­ci­al em Lei­ria, on­de acom­pa­nhou Do­min­gos, ex-téc­ni­co da União

Gon alo Pa­ci­ên­cia voltou a Lei­ria, on­de es­te­ve vá­ri­as ve­zes a as­sis­tir a trei­nos e jo­gos qu­an­do o pai Do­min­gos treinou a União em 2006/07, e lo­go pa­ra se es­tre­ar com a ca­mi­so­la das qui­nas. E a ver­da­de é que o avan­ça­do qua­se imitou o pai. En­ver­gou a ca­mi­so­la da Seleção Na­ci­o­nal, mas só lhe fal­tou ba­lan­çar as re­des nor­te-ame­ri­ca­nas. “Um pon­ta-de-lan­ça ten­ta co­lher os go­los. Foi o que fiz: ten­tar aju­dar a equi­pa e fa­zer o go­lo. Fi­co fe­liz pela es­treia, ape­sar de o re­sul­ta­do não ter si­do o que de­se­já­va-

“PASSADOS MUI­TOS ANOS, VER UM FI­LHO NA SELEÇÃO É SINAL DE ORGULHO E MUITA SATISFAÇÃO”

mos”, sus­ten­tou o jo­ga­dor ce­di­do pelo FC Por­to ao V. Setúbal, su­bli­nhan­do que a Seleção “é o ex­po­en­te má­xi­mo” e que “há mui­to pa­ra tra­ba­lhar” até che­ga­rem as de­ci­sões do se­le­ci­o­na­dor na­ci­o­nal pa­ra o Mundial da Rús­sia. E não é por jogar em Setúbal que acre­di­ta que par­te em des­van­ta­gem: “O Vi­tó­ria é um clube es­pe­ci­al, te­nho mui­to orgulho em re­pre­sen­tá-lo, e so­mos to­dos iguais.” Quem nem se­quer con­se­guiu es­con­der o “orgulho” foi Do­min­gos, que ad­mi­tiu ter vi­vi­do uma noi­te “es­pe­ci­al”. “Passados mui­tos anos, ver um fi­lho na Seleção é sinal de orgulho e muita satisfação. Ele es­ta­va um bo­ca­di­nho ner­vo­so, é nor­mal qu­an­do se jo­ga a pri­mei­ra vez. Foi bom. Co­mo dis­se o Fer­nan­do San­tos e bem, foi mais um bom jo­go pa­ra mos­trar outros jo­ga­do­res e ou­tras op­ções”, fri­sou o an­ti­go avan­ça­do, que con­ta­bi­li­zou 9 go­los em 34 apa­ri­ções pela Seleção, o pri­mei­ro dos quais... di­an­te dos EUA. *

ES­PE­RAN­ÇA. Gon­ça­lo so­nha com um lu­gar no Mundial

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.