IVO VI­EI­RA QUER DAR UM PON­TA­PÉ NA CRI­SE

Record (Portugal) - - FC PORTO - MIGUEL AMARO

“Va­mos jogar sem­pre pa­ra ga­nhar”, ga­ran­te o téc­ni­co. A per­ma­nên­cia é só o pri­mei­ro ob­je­ti­vo

Am­bi­ci­o­so e sem re­ceio. Se o no­vo trei­na­dor do Estoril ti­ves­se de ser ca­rac­te­ri­za­do em pou­cas pa­la­vras, se­ri­am es­tas. Pelo me­nos, es­sa foi a ideia dei­xa­da na sua pri­mei­ra con­fe­rên­cia de im­pren­sa co­mo téc­ni­co dos ca­na­ri­nhos. “O úl­ti­mo lu­gar não po­de ser ocu­pa­do pelo Estoril. O pri­mei­ro pas­so é sair de lá, de­pois é su­bir na ta­be­la”, afir­mou.

Ivo Vi­ei­ra não se mos­trou na­da re­ce­o­so com o úl­ti­mo lu­gar na Li­ga, pois vê no plantel dos ca­na­ri­nhos qua­li­da­de pa­ra ou­tra clas­si­fi­ca­ção. “Nas mi­nhas mãos o Estoril vai en­trar em to­dos os jo­gos pa­ra ga­nhar. Sou um trei­na­dor que gos­ta de cor­rer ris­cos e os jo­ga­do­res têm de sen­tir is­so na pe­le, pen­so que com es­te ti­po de men­ta­li­da­de, de­sem­pe­nho e ideia de jo­go va­mos es­tar mais per­to dis­so”, an­te­ci­pou.

Ao se­gun­do dia, o téc­ni­co não te m, na­tu­ral­me nte , um di­ag­nó s tic o : “Ain­da e s to u e m o b - ser­va­ções, pre­ci­so de mais sess õ e s , mas não é p o r fal­ta de qua­li­da­de que o Es to ril e s tá nes­ta po­si­ção. Há bons va­lo­res e muita qua­li­da­de no p lan­te l. O pro­ble­ma são os ín­di­ces de con­fi­anç a do s j o ga­do re s . Qu­an­do as c o is as não c o rre m b e m, p o - mos tu­do e m c aus a. É p re c is o re­cu­pe­rar a con­fi­an­ça.”

Proj et o ali­ci­ant e

A saí­da de Ivo Vi­ei­ra da Aca­dé­mi­ca cau­sou al­gu­ma po­lé­mi­ca. O téc­ni­co não a ali­men­ta e ex­pli­cou, de for­ma sim­ples, por que mo­ti­vo tro­cou Coim­bra pela Amo­rei­ra: “To­dos vo­cês [re­fe­rin­do-se aos jor­na­lis­tas], nas vos­sas fun­ções, am­bi­ci­o­nam sem­pre mais. O Estoril é um clube da Li­ga NOS e to­dos nós que­re­mos dar um pas­so em frente”, ex­pli­cou, antes de res­pon­der se es­te é o de­sa­fio mais di­fí­cil da sua car­rei­ra: “É, por­que é o pró­xi­mo e te­nho de con­si­de­rá-lo co­mo o mais ali­ci­an­te.”

EM CAM­PO. Ivo Vi­ei­ra es­te­ve mui­to ati­vo du­ran­te o trei­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.