Lu­ci­a­na Abreu pla­neia fu­tu­ro só com Da­ni­el Sou­za en­quan­to Dja­ló re­faz a vi­da Fes­ta sem os pais

Grá­vi­da de três me­ses e meio de gé­me­os a ac­triz e can­to­ra pre­pa­ra o ca­sa­men­to que não con­ta­rá nem com o pai, a ir­mã ou mãe. “Só faz fal­ta quem de ver­da­de faz fal­ta”

TV Guia - - A Escaldar - TEX­TO HU­GO AL­VES | FO­TOS RI­CAR­DO RUELLA E COFINA MÉ­DIA

Lu­ci­a­na Abreu es­tá grá­vi­da de três me­ses e meio de gé­me­os mas ac­tu­al­men­te a sua gran­de pre­o­cu­pa­ção é o ca­sa­men­to que de­cor­re­rá em me­a­dos de Ou­tu­bro. “Já es­tou tra­tar do ves­ti­do”, diz or­gu­lho­sa. “Vai ser uma con­cep­ção mi­nha. Só pos­so di­zer que não é bran­co”, avi­sa. Lu­ci­a­na­quer­vi­ve­res­ta­fes­ta­co­mo­não­con­se­guiu vi­ver quan­do deu o nó com Yan­nick Dja­ló. “Na al­tu­ra ca­sei às es­con­di­das. Ago­ra vai ser com tu­do o que te­nho di­rei­to: vou à igre­ja, vou ter co­po d’água… até despedida de solteira vou ter. E vou vi­ver is­so ao má­xi­mo”, diz de sor­ri­so no ros­to.

De fo­ra da fes­ta há três pes­so­as: a mãe Lu­do­vi­na Abreu, a ir­mã Ana Luísa e o pai Luís Costa Re­al. A zan­ga com os pro­ge­ni­to­res e com a ir­mã con­ti­nua bem pre­sen­te na vi­da da ac­triz que não os in­clui nes­ta fes­ta que ela ga­ran­te que vai ter, con­tu­do, “as pes­so­as mais im­por­tan­tes” da sua vi­da. “Vai ser uma fes­ta res­tri­ta e com as pes­so­as es­co­lhi­das a de­do. Só vão mes­mo as pes­so­as es­pe­ci­ais”, as­se­gu­ra. E não mos­tra qual­quer ar­re­pen­di­men­to de

não ter a seu la­do a mãe com quem di­vi­diu tan­tas ale­gri­as e tris­te­zas. “Es­tou mais do que bem re­sol­vi­da nes­se as­pec­to. Só faz fal­ta quem de ver­da­de faz fal­ta”, diz. Os pa­dri­nhos que a vão acom­pa­nhar e a Da­ni­el Sou­za se­rão os mes­mos das fi­lhas, que para já são das mais en­tu­si­as­ma­das com es­ta fes­ta. “Só me di­zem que que­rem um ves­ti­do igual ao meu. A úni­ca coi­sa que pos­so di­zer é que elas é que vão le­var as ali­an­ças ao al­tar”, ex­pli­ca.

Es­ta é já a se­gun­da vez que a ac­triz dá o nó e des­ta vez não te­me que o ca­sa­men­to se afun­de. “O nos­so ca­sa­men­to vai ser para sem­pre. Quan­do en­con­tras a tua al­ma gé­mea tu sen­tes. E o Da­ni­el é exac­ta­men­te igual a mim, mas no mas­cu­li­no. Com­ple­ta­mo-nos”, diz ba­ba­da.

ODRAMA DA GRAVIDEZ

Lu­ci­a­na su­bi­rá ao al­tar de qua­tro me­ses e meio e já com uma bar­ri­gui­nha bem gran­de pois afi­nal, e tal co­mo ela mes­mo anun­ci­ou, não es­pe­ra­va que fos­sem gé­me­os. “Fi­quei cho­ca­da de emo­ção e ale­gria. Por mo­men­tos até dei­xei de ou­vir. Quan­do vol­tei à ter­ra ti­nha to­da a gen­te his­té­ri­ca à mi­nha vol­ta. As mi­nhas fi­lhas a gri­ta­rem de fe­li­ci­da­de. O Da­ni­el mui­to fe­liz, mas a pe­dir-me des­cul­pa por­que viu o meu es­ta­do de cho­que,

ta­di­nho…”, diz a ac­triz que só sou­be que ia ter gé­me­os, se­gun­do ga­ran­te, quan­do foi ten­tar saber o se­xo do úni­co fi­lho que ini­ci­al­men­te es­pe­ra­va .“Mas ti­ve uma sur­pre­sa ”, con­ta. Para Lu­ci­a­na é in­di­fe­ren­te o se­xo dos gé­me­os, mas por­que uma fi­lha quer um me­ni­no e ou trau­ma me­ni­na par anão de­si­lu­dir ne­nhu­ma pre­fe­ria que vi­es­se um ca­sa­li­nho. “Para mim o que in­te­res­sa é que eles ve­nham com saú­de”. Con­tu­do, a gravidez tem si­do tu­do me­nos pa­cí­fi­ca. “Tem si­do mui­to com­pli­ca­do. Pas­so mes­mo mal”, começa re­fe­rin­do-se aos en­jo­os que ainda não a lar­ga­ram. “Nun­ca pas­sei tão mal na mi­nha vi­da. Vo­mi­to to­dos os di­as e tu­do o que co­mo. Por is­so mes­mo ago­ra an­do a co­mer coi­sas mui­to le­ves, em pe­que­nas quan­ti­da­des, por­que se­não …”. E no es­tú­dio já pe­diu a to­dos para co­lo­ca­rem de la­do“per­fu­mes for­tes” pois não os con­se­gue su­por­tar. Para su­per ares­ta má fa­se a ac­triz an­da me­di­ca­da .“Os com­pri­mi­dos que to­mo dão-me mui­ta so­no­lên­cia. E a gra­var até en­ro­lo a lín­gua. E co­mo to­mo dois pi­or. Te­nho que re­pe­tir ce­nas e tu­do”, diz.

SEM PA­RAR

Ape­sar da gravidez ser de ris­co, pois os be­bés, po­dem “nas­cer de se­te me­ses”, se­gun­do con­ta, Lu­ci­a­na não es­tá dis­pos­ta a pa­rar de tra­ba­lhar. “Vou gra­var até ao fi­nal da his­tó­ria ”, diz. Mas com cui­da­do. Is­to ape­sar de nes­tas úl­ti­mas se­ma­nas ter gra­va­do ce­nas mui­to vi­o­len­tas e re­cor­re­ra um du­plo. “Te­nho ti­do ce­nas mui­to vi­o­len­tas des­de que en­gra­vi­dei. Nin­guém sa­bia que eram gé­me­os, nem eu, e por is­so fi­ze­mos. Para além da vi­o­lên­cia do­més­ti­ca de que sou al­vo na no­ve­la, vou ser rap­ta­da, agre­di­da, ati­ra­da de uma ri­ban­cei­ra. Nu­ma das ce­nas mais re­cen­tes até ba­ti co­ma ca­be­ça na pa­re­de”, re­ve­la, dei­xan­do con­tu­do cla­ro que a pro­du­to­ra SP Te­le­vi­são tem si­do “ma­ra­vi­lho­sa” com ela e a tem tra­ta­do nas pal­mi­nhas das mãos ape­sar de ela ter apa­re­ci­do, por cau­sa­das ce­nas mais com­pli­ca­das“com umas nó­do­as ne­gras aqui e ali”.

Mas Lu­ci­a­na não se fi­ca pe­la no­ve­la. A ac­triz e can­to­ra quer an­tes de dar à luz vol­tar aos es­pec­tá­cu­los ao vi­vo. Des­ta vez o lo­cal es­co­lhi­do se­rá o ca­si­no da Pó­voa nos di­as 8 e9­deDe­zem­bro. “Vou grá­vi­da de seis me­ses e meio. Vou re­a­li­zar ali os meus so­nhos e ga­ran­to que vai ser ex­tra­or­di­ná­rio com uma­band agi­gan­te para aju­da­ra o es­pec­tá­cu­lo ”, ga­ran­te a es­tre­la de Es­pe­lho D’ Água que vai ter Da­ni­el aten­to a to­dos os de­ta­lhes.

NO­VO AMOR

Do que não fa­la é de Yan­nick Dja­ló. Pois… mas de­via. É que o jo­ga­dor de fu­te­bol pa­re­ce já ter re­fei­to a sua vi­da. O fu­te­bo­lis­ta já foi vis­to mui­to cúm­pli­ce da apre­sen­ta­do­ra do FLASH!Vi­das da CMTV, Mar­ta Vi­vei­ros. "O Dja­ló re­gres­sou a Por­tu­gal e eles têm pas­sa­do al­gum tem­po jun­tos. Es­tão a co­nhe­cer-se", diz uma fon­te que co­nhe­ce bem o no­vo ca­sal.

Lu­ci­a­na Abreu com as du­as fi­lhas, Lyon­ce

Vi­ik­tórya e Lyan­nii Vi­ik­tórya Dja­ló

Yan­nick Dja­ló te­ve uam re­la­ção com Ana So­fia Mi­guel de quem te­ve um fi­lho Chrystyan que o acom­pa­nha para to­do o la­do; Lu­ci­a­na es­tá a par de

to­dos os pre­pa­ra­ti­vos da bo­da.

Lu­ci­a­na Abreu vai ca­sar na igre­ja mas a mãe não vai es­tar pre­sen­te; Já Mar­ta Vi­vei­ros pa­re­ce te re­en­con­tra­do um por­to de abri­go nos bra­ços do ex-ma­ri­do de Lucy, Yan­nick

Dja­ló.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.