A ca­mi­nho da mor­te

TV Guia - - A Escaldar - TEX­TO HU­GO AL­VES | FO­TOS IVO RAINHO PE­REI­RA

Fa­ce aos seus pro­jec­tos pro­fis­si­o­nais, a per­so­na­gem de Pe­dro Lamares em A Her­dei­ra, Duarte, vai de­sa­pa­re­cer da tra­ma da TVI. Ale­xa (Jes­si­ca Athay­de) ma­ta-o quando ele diz que não quer vi­ver mais pre­so a uma ca­ma, pois es­tá te­tra­plé­gi­co. Con­tu­do, o que le­vou a is­to foi o apa­ra­to­so de­sas­tre a que a TV Guia as­sis­tiu. Tu­do se pas­sou na Praia da Agu­da, em Sin­tra. Os ac­to­res che­ga­ram per­to das 7 da ma­nhã pa­ra se pre­pa­ra­rem. Jes­si­ca Athay­de, Pe­dro Lamares, Ví­tor Hu­go e Gonçalo Di­niz fo­ram até ao lo­cal pa­ra gra­var a ce­na do de­sas­tre. De­pois de vá­ri­os en­sai­os, foi o pró­prio Pe­dro Lamares – em­bo­ra es­ti­ves­se um du­plo pre­sen­te – que fez a ce­na do des­pis­te: sem tra­vões, pois Ma­da­le­na (Ri­ta Pe­rei­ra) cor­tou-os – por o ma­ri­do sa­ber to­dos os seus se­gre­dos –, Duarte ten­ta con­tro­lar o car­ro e tra­vá-lo. mas is­to mos­tra-se im­pos­sí­vel e es­te, após qua­se cho­car com ou­tro veí­cu­lo, fi­ca per­to de cair por uma ra­vi­na.

O car­ro fi­ca a ba­lan­çar, pre­so por al­gu­mas pe­dras no lo­cal. Ale­xa e Di­e­go (Ví­tor Hu­go) ten­tam aju­dar Duarte, de­ses­pe­ra­dos, mas a que­da aca­ba por se dar.

As gra­va­ções du­ra­ram to­do o dia, com os

Duarte cai de uma ri­ban­cei­ra e, gra­ve­men­te fe­ri­do, vai pa­ra o hos­pi­tal, on­de fi­ca pa­ra­plé­gi­co. Fo­ram pre­ci­sas mais de 12 ho­ras pa­ra que as ce­nas fos­sem to­das gra­va­das. O car­ro não so­freu qual­quer da­no. Coi­sas da fic­ção

res­pon­sá­veis a te­rem de cor­ta até uma via. No en­tan­to, em mo­men­to al­gum o car­ro caiu pe­la ri­ban­cei­ra. “Eles até ti­nham me­do de es­tra­gar o car­ro quando es­te der­ra­pa­va na areia. O au­to­mó­vel era mui­to ca­ro e não o po­di­am es­tra­gar. Por is­so, vai ser tu­do fei­to em pós-pro­du­ção”, con­ta fon­te da pro­du­ção à nos­sa re­vis­ta, re­ve­lan­do-nos que os ac­to­res “es­ta­vam can­sa­dos de es­pe­rar” tan­tas ho­ras pa­ra ve­rem o tra­ba­lho con­cluí­do: “Che­ga­ram às se­te da ma­nhã e só de­pois de al­mo­ço é que gra­va­ram al­gu­ma coi­sa, com ex­cep­ção do Pe­dro Lamares. Es­ta­va tu­do es­go­ta­do, na­tu­ral­men­te.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.