Ela não pá­ra POR NA­DA

Não di­mi­nuiu o rit­mo de gra­va­ções e ape­sar dos receios ga­ran­te que a ges­ta­ção cor­re ma­ra­vi­lho­sa­men­te bem

TV Guia - - ESTRELAS - TEX­TO HU­GO AL­VES | FOTOS D.R

Fal­tam ape­nas três me­ses pa­ra Dâ­nia Ne­to dar à Luz. A ac­triz con­ti­nua a ga­ran­tir que a gra­vi­dez tem si­do ma­ra­vi­lho­sa. “Ti­nha ou­vi­do mui­tas his­tó­ri­as mas só me co­me­cei a sen­tir-me um pou­co pe­sa­da ago­ra. De res­to, só coi­sas bo­as. Con­fes­so que não sa­bia o que era es­tar grá­vi­da. Ti­nha mui­tas idei­as pré con­ce­bi­das mas ca­da gra­vi­dez é di­fe­ren­te e a mi­nha es­tá tran­qui­la”. O na­mo­ra­do, Luís Ma­tos Cu­nha, tem si­do um apoio fun­da­men­tal. “Ele tem-me aju­da­do imen­so, es­pe­ci­al­men­te quan­do te­nho dú­vi­das.” Ape­sar do es­ta­do de gra­ça, a ac­triz na­da mu­dou no seu tra­ba­lho em

Al­ma e Co­ra­ção. “Re­du­zi o ho­rá­rio re­cen­te­men­te. Mas tra­ba­lho to­dos os di­as, de sal­tos al­tos, e não me sin­to li­mi­ta­da em na­da”. Po­rém, Dâ­nia Ne­to te­rá que sair da tra­ma, e a his­tó­ria so­freu al­gu­mas al­te­ra­ções. “A au­to­ria aca­bou por não as­su­mir a gra­vi­dez. Na his­tó­ria vou ter um lin­fo­ma e é is­so que vai le­var a uma saí­da es­tra­té­gi­ca pa­ra de­pois ter um re­gres­so mais tar­de”, es­cla­re­ce. ●

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.