A FER­RO E FO­GO TVGuia

A en­vi­a­da es­pe­ci­al da TVI às elei­ções pre­si­den­ci­ais do País Ir­mão acei­tou o rep­to da e es­cre­veu um texto so­bre o que viu, sen­tiu e vi­veu do ou­tro la­do do Atlân­ti­co, du­ran­te os úl­ti­mos di­as. O pe­ri­go es­tá aí... IGUAL A SALAZAR

TV Guia - - ACTUAL - TEXTO ANA SO­FIA CAR­DO­SO | FOTOS RO­MEU CAR­VA­LHO

Ofe­nó­me­no Jair Bol­so­na­ro é pro­du­to da rai­va do po­vo bra­si­lei­ro con­tra os par­ti­dos tra­di­ci­o­nais, qu ele­va­ram opaísà­po­bre­za,à ge­ne­ra­li­za­ção da cor­rup­ção e que tor­na­ram o Bra­sil num dos paí­ses mais pe­ri­go­sos do Mun­do. JairBol so­nar o, ou“Mi­to”co mo­lhe cha­mam os apoi­an­tes, foi o lí­der po­lí­ti­co que mais rá­pi­do per­ce­beu a desilusão e a frus­tra­ção do po­vo bra­si­lei­ro, ávi­do de uma mu­dan­ça efec­ti­va ou de, pe­lo me­nos, uma es­pe­ran­ça pa­ra o fu­tu­ro.

Os par­ti­dos e os po­lí­ti­cos que ho­je cri­ti­cam o can­di­da­to da ex­tre­ma-di­rei­tas ã o os mes­mos que ti­ve­ram cul­pa no sur­gi­men­to do “Mi­to”. São os mes­mos que cor­rom­pe­ram ou fo­ram cor­rom­pi­dos, que usa­ram a Po­lí­ti­ca em be­ne­fí­cio pró­prio, que não con­se­gui­ram re­sol­ver os pro­ble­mas da so­ci­e­da­de, que co­lo­ca­ram no po­der ami­gos e fa­mi­li­a­res. São tam­bém os mes­mos que en ri que cemà con­ta­da po­lí­ti­ca, en­quan­to o país em­po­bre­ce, en­quan­to 13 mi­lhões de pes­so­as es­tão sem tra­ba­lho e lu­tam pe­la sub­sis­tên­cia e en­quan­to mui­tos bra­si­lei­ros lu­tam pe­la so­bre­vi­vên­cia hu­ma­na, num país co­mum adas mais al­tas ta­xas de ho­mi­cí­dio. No ano pas­sa­do fo­ram as­sas­si­na­das mais de 60 mil pes­so­as. Co­mo os bra­si­lei­ros acei­tam ser go­ver­na­dos por um ho­mem que sim­pa­ti­za com a tor­tu­ra e com a di­ta­du­ra só se per­ce­be pe­lo sen­ti­men­to de de­ses­pe­ro, de des­cré­di­to nas ins­ti­tui­ções ac­tu­ais, por­que en­ten­dem que já não têm na­da a per­der.

Quan­do eu e o re­pór­ter de ima­gem, Ro­meu Car­va­lho, en­tre­vis­tá­mos, em ex­clu­si­vo pa­ra a TVI, o can­di­da­to do Par­ti­do dos Tra­ba­lha­do­res,Fer­nand oH ad­dad,es­te­diss e-nos que o ad­ver­sá­rio po­lí­ti­co,JairBol so­nar o,é igual ao fas­cis­ta por­tu­guês Oli­vei­ra Salazar. A pon­de­ra­ção que os bra­si­lei­ros es­tão afaz e ré: va­le a pe­na ar­ris­ca­ra de­mo­cra­cia pa­ra acre­di­tar na promessa de com­ba­te à cor­rup­ção, à po­bre­za e aos cri­mi­no­sos? Pa­ra já, à pri­mei­ra vol­ta, o po­vo bra­si­lei­ro dis­se que sim.

Mais do que ris­cos pa­ra a de­mo­cra­cia, acho queJairBol so­nar o po­des er­noi me­di­a­to um pe­ri­go en­quan­to ins­pi­ra­dor de con­du­tas ra­di­cais e dis­cri­mi­na­tó­ri­as .●

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.