Quan­to mais ro­sa, me­lhor

VOGUE (Portugal) - - Tendências -

No fil­me de 1957, Funny Fa­ce, a per­so­na­gem Mag­gie Pres­cott di­zia às mu­lhe­res pa­ra “Think

Pink!” e, se é cer­to que já se pas­sa­ram al­guns anos des­de aí, tam­bém é cer­to que o tom mais girly do es­pec­tro vol­tou pa­ra nos fa­zer sen­tir uma “Bar­bie girl in a Bar­bie world”. Dos tons mais sub­tis e pas­tel aos mais áci­dos e vi­bran­tes, nos lá­bi­os, nos olhos e nas ma­çãs do ros­to, o cor-de-ro­sa ga­nha uma di­men­são de me­ni­na cres­ci­da, mo­der­na e fres­ca. que não sou con­sul­tor de ou­tras mar­cas, ti­ve tem­po pa­ra tra­ba­lhar com um la­bo­ra­tó­rio e cri­ar a mi­nha própria li­nha. An­do a mis­tu­rar os meus pro­du­tos há anos, a fa­zer ex­pe­ri­ên­ci­as em backs­ta­ge e ses­sões fo­to­grá­fi­cas pa­ra en­con­trar a com­bi­na­ção per­fei­ta en­tre fi­xa­ção, su­a­vi­da­de, ra­pi­dez, ca­pa­ci­da­de de dar cor­po ao ca­be­lo, fa­ci­li­da­de em es­co­var, as coi­sas que são im­por­tan­tes pa­ra mim e pa­ra as mu­lhe­res. O que tor­na es­ta li­nha tão es­pe­ci­al? Ao lon­go das mi­nhas dé­ca­das de ex­pe­ri­ên­cia, em backs­ta­ge e ses­sões fo­to­grá­fi­cas, co­nhe­ço as pos­si­bi­li­da­des in­fi­ni­tas que os pro­du­tos de ca­be­lo po­dem dar. Des­ti­lei to­do o meu co­nhe­ci­men­to nes­ta li­nha pa­ra dar às mu­lhe­res a con­fi­an­ça de es­ti­li­za­rem o seu pró­prio ca­be­lo. Que­ro mu­dar a for­ma co­mo as mu­lhe­res ve­em o sty­ling que de­ve ser al­go sim­ples e fá­cil de con­se­guir. Es­tes pro­du­tos vão dar es­ti­lo, gla­mour e di­ver­são ao tra­ta­men­to e ao sty­ling. Sa­be­mos que há uma pes­soa por trás do aro­ma dos pro­du­tos? A fra­grân­cia foi cri­a­da com a per­fu­mis­ta Lyn Har­ris e é o re­sul­ta­do de al­gu­mas ho­ras pas­sa­das no meu jar­dim em ju­lho, à chu­va! Co­nhe­ço a Lyn há anos e ado­ro a sua abor­da­gem à per­fu­ma­ria. Quan­do tra­ba­lhas di­a­ri­a­men­te com pro­du­tos, que­res que te­nham um aro­ma fan­tás­ti­co, e os cli­en­tes sen­tem o mes­mo, o mo­do co­mo um pro­du­to per­fu­ma o seu ca­be­lo é mui­to im­por­tan­te. Pro­du­to fa­vo­ri­to e porquê? Ca­da pro­du­to tem a sua fi­na­li­da­de e acon­se­lho to­dos. O Co­ol Girl dá-te o ca­be­lo que to­da a gen­te qu­er ter. É rock’n’roll e sexy. O se­gre­do de­le é fa­zer pa­re­cer co­mo se nem se ti­ves­se ten­ta­do. É a an­tí­te­se de ca­be­lo ar­ran­ja­do; um tex­tu­ri­zan­te sem es­for­ço, qua­se in­vi­sí­vel que du­ra o dia in­tei­ro. Qual é que usou mais du­ran­te os des­fi­les? Re­ve­lá­mos e usá­mos um pou­co do Modern Hairs­pray du­ran­te as Se­ma­nas de Mo­da. É um ver­da­dei­ro mul­ti­fun­ções e pos­so usá-lo em vá­ri­os vi­su­ais – po­de ser uti­li­za­do pa­ra en­ca­ra­co­lar, ali­sar, fi­xar e dar bri­lho.

Sam Mck­night, com Gigi Hadid, no des­fi­le Max Ma­ra, em Mi­lão. A li­nha Hair by Sam Mck­night, com­pos­ta por: Easy Up-do; Modern Hairs­pray; Lazy Girl;e Co­ol Girl ven­de-se, pa­ra já, em ex­clu­si­vo nos ar­ma­zéns Li­berty's em Lon­dres. Os pre­ços co­me­çam em cer­ca de € 21, 95.

Ba­tom Co­lour Roc­ker, no tom Fe­e­ling Fizzy,

€ 19,50, MAC Oli­via New­ton-john, 1980.

Fresh Cou­tu­re Pink, eau de toi­let­te, a par­tir de € 40,93, Mos­chi­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.