Aque­las vo­zes

VOGUE (Portugal) - - Cultura -

De­pois do aplau­di­do I Lo­ve You Ho­ney­be­ar, de 2105, um dos nos­sos can­tau­to­res pre­fe­ri­dos es­tá de re­gres­so. Father John

Misty trans­for­mou a dor de amo­res, a rai­va e a de­si­lu­são da vi­da, no me­lhor da me­lan­co­lia, ao pi­a­no e à gui­tar­ra acús­ti­ca, mas fê-lo não só de co­ra­ção aber­to, co­mo com uma ra­ra iro­nia e ci­nis­mo. No fun­do, é um gran­de pro­vo­ca­dor e usa a mú­si­ca folk co­mo ar­ma e, nes­te dis­co, is­so nun­ca foi tão evi­den­te. O pró­prio dis­se à Pit­ch­fork: “Se me re­ti­ra­rem a mi­nha mú­si­ca, só so­bra­rá um bi­go­de e má on­da.” Aca­ba­da de sair, es­tá ain­da a re­e­di­ção de Either/or, o ter­cei­ro dis­co de El­li­ott Smith, lan­ça­do em 1997, um dis­co de cul­to, prin­ci­pal­men­te nos Es­ta­dos Uni­dos, ins­pi­ra­do na fi­lo­so­fia de Ki­er­ke­ga­ard, e há qu­em con­si­de­re es­tas as su­as me­lho­res can­ções. O Tam­bém aca­ba de sair o no­vo de Mark La­ne­gan que des­ta vez con­vi­da os ami­gos a par­ti­ci­par, co­mo Josh Hom­me, Greg Dul­li e Du­ke Garwo­od, por­que uma das ra­zões por que con­ti­nua in­te­res­sa­do em fa­zer mú­si­ca é a par­ti­lha – “vis­ta atra­vés dos olhos de ou­tros tor­na tu­do mais ex­ci­tan­te”. O re­sul­ta­do são can­ções po­de­ro­sas, mais pa­ci­fi­ca­das e po­si­ti­vas. Father John Misty, Pu­re Co­medy, ed. Bel­la Uni­on/sud Pop/pi­as; El­li­ott Smith, Either/or: Ex­pan­ded Edi­ti­on, Uni­ver­sal Mu­sic, Marc La­ne­gan, Gar­goy­le, He­a­venly Re­cor­dings/pi­as.

Mon­ta­nha de João Sa­la­vi­za.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.