Ca­ro­li­na Mi­nho­to, 34 anos, apre­sen­ta­do­ra, mãe do João, de 4 anos

Sport Life - - LIFE STYLE -

“Eu or­ga­ni­zo a mi­nha se­ma­na an­tes de ela co­me­çar. Co­mo o João es­tá em uma ida­de ba­ca­na, já vai pa­ra es­co­la à tar­de. As­sim, com a aju­da da mi­nha fa­mí­lia que cui­da de­le de ma­nhã en­quan­to eu apre­sen­to o pro­gra­ma ao vi­vo (ela é apre­sen­ta­do­ra do Vo­cê Bo­ni­ta, da Ga­ze­ta), con­si­go fa­zer mui­tas coi­sas à tar­de”, con­ta.

Ca­rol ex­pli­ca que às ve­zes sen­te di­fi­cul­da­de em con­ci­li­ar as ta­re­fas diá­ri­as, mas sem­pre es­ta­be­le­ce ho­rá­ri­os pa­ra não se per­der. “Co­mo apre­sen­to o pro­gra­ma di­a­ri­a­men­te e ao vi­vo, não pos­so atra­sar nem um mi­nu­to. Meu dia co­me­ça de trás pa­ra fren­te”, diz.

Du­ran­te a se­ma­na, Ca­rol faz mus­cu­la­ção e no fi­nal de se­ma­na, gos­ta de cor­rer ao ar li­vre, acom­pa­nha­da do ma­ri­do. “É a nos­sa tra­di­ção e meu mo­men­to de des­con­tra­ção. Meu ob­je­ti­vo prin­ci­pal é de­fi­nir e au­men­tar o gas­to ca­ló­ri­co. Na corrida, fa­ço de 7 km a 10 km e a tem­pe­ra­tu­ra in­ter­fe­re mui­to, pois quan­do es­tá mui­to ca­lor é mais di­fí­cil fa­zer lon­gas dis­tân­ci­as”, ex­pli­ca. A apre­sen­ta­do­ra en­dos­sa que a fal­ta de tem­po não po­de ser uma des­cul­pa pa­ra não trei­nar. Exis­tem vá­ri­os exer­cí­ci­os pa­ra se fa­zer em ca­sa e is­so não de­pen­de de tem­po ou di­nhei­ro. A su­ges­tão de Ca­rol é qua­se a mes­ma de Bia: sem­pre te­nha al­guém com quem pos­sa con­tar. Ou, en­tão, que tal le­var as cri­an­ças jun­to? “Aca­ba vi­ran­do uma par­ce­ria, um vín­cu­lo en­tre mãe e fi­lho. Po­de ser cor­ren­do e em­pur­ran­do o car­ri­nho, na academia do pré­dio, o im­por­tan­te é que a ati­vi­da­de fí­si­ca fa­ça par­te do con­jun­to de pri­o­ri­da­des”, fi­na­li­za. “O im­por­tan­te é que a ati­vi­da­de fí­si­ca fa­ça par­te do con­jun­to de pri­o­ri­da­des”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.