Linha de Cas­cais re­ce­be 50 mi­lhões de Bru­xe­las

A Co­mis­são Eu­ro­peia apro­vou um in­ves­ti­men­to de 50 mi­lhões de eu­ros do Fun­do de Co­e­são pa­ra mo­der­ni­zar os 25 qui­ló­me­tros da linha de Cas­cais. O in­ves­ti­men­to es­ti­ma­do pe­la IP pa­ra es­sa mo­der­ni­za­ção é de 70 a 75 mi­lhões de eu­ros.

Jornal de Negócios - - HOME PAGE - PE­DRO CURVELO pe­dro­cur­ve­lo@ne­go­ci­os.pt MA­RIA JOÃO BA­BO mba­bo@ne­go­ci­os.pt

ACo­mis­são Eu­ro­peia apro­vou um in­ves­ti­men­to de 50 mi­lhões de eu­ros pa­ra a mo­der­ni­za­ção da linha fer­ro­viá­ria en­tre Lisboa e Cas­cais, in­for­mou es­ta quin­ta-fei­ra Bru­xe­las. Es­te apoio, com ver­bas pro­ve­ni­en­tes do Fun­do de Co­e­são, re­pre­sen­ta cer­ca de dois ter­ços do in­ves­ti­men­to de 70 a 75 mi­lhões de eu­ros que a In­fra­es­tru­tu­ras de Portugal (IP) es­ti­ma­va, em de­zem­bro do ano pas­sa­do, lan­çar em con­cur­sos es­te ano.

Os tra­ba­lhos pre­vis­tos nes­ta linha com a ex­ten­são de 25 qui­ló­me­tros in­clu­em “a ins­ta­la­ção de no­vos sis­te­mas elé­tri­cos, de si­na­li­za­ção e de con­tro­lo des­ti­na­dos a tor­nar as vi­a­gens de com­boio mais se­gu­ras e efi­ci­en­tes do pon­to de vis­ta ener­gé­ti­co, nes­ta im­por­tan­te linha su­bur­ba­na que ser­ve de­ze­nas de mi­lha­res de pes­so­as di­a­ri­a­men­te”, re­fe­re a Co­mis­são.

“Gra­ças aos es­for­ços de mo­der­ni­za­ção do sis­te­ma elé­tri­co, es­ti­ma-se que o consumo de ener­gia se­ja re­du­zi­do em 50% até 2023”, su­bli­nha ain­da o co­mu­ni­ca­do.

“A linha Lisboa-Cas­cais é a se­gun­da mais mo­vi­men­ta­da da re­de fer­ro­viá­ria na­ci­o­nal. Ao tor­ná-la mais se­gu­ra e mais efi­ci­en­te, qu­e­re­mos in­cen­ti­var a tran­si­ção dos car­ros pa­ra os trans­por­tes pú­bli­cos de de­ze­nas de mi­lha­res de pes­so­as que se des­lo­cam pa­ra Lisboa to­dos os di­as e, as­sim, re­du­zir a con­ges­tão do trá­fe­go e a po­lui­ção, a fim de ob­ter um am­bi­en­te ur­ba­no mais sau­dá­vel e mais lim­po”, des­ta­ca a co­mis­sá­ria res­pon­sá­vel pe­la Co­e­são e Re­for­mas, Elisa Fer­rei­ra, ci­ta­da no co­mu­ni­ca­do.

Em de­zem­bro, o vi­ce-pre­si­den­te da In­fra­es­tru­tu­ras de Portugal (IP), Car­los Fer­nan­des, sa­li­en­tou que o con­jun­to das in­ter­ven­ções pre­vis­tas irá de­cor­rer en­tre es­te ano e 2023, ga­ran­tin­do que os pri­mei­ros dois gran­des con­cur­sos – pa­ra a cons­tru­ção de uma no­va su­bes­ta­ção, que se de­ve­rá lo­ca­li­zar em Se­te Ri­os, e pa­ra a si­na­li­za­ção ele­tró­ni­ca – avan­ça­ri­am ain­da em 2020. O res­pon­sá­vel ex­pli­cou que as in­ter­ven­ções pre­vis­tas vão tam­bém in­ci­dir ao ní­vel da via, da ca­te­ná­ria, as­sim co­mo das pró­pri­as es­ta­ções, des­de as pla­ta­for­mas, te­lhei­ros a edi­fí­ci­os, lan­çan­do as­sim a em­pre­sa vá­ri­os con­cur­sos. “A su­pres­são de uma pas­sa­gem de ní­vel e a in­ter­ven­ção nos edi­fí­ci­os são pro­je­tos que va­mos fa­zer du­ran­te o pró­xi­mo ano e provavelme­nte es­tas em­prei­ta­das só se­rão lan­ça­das em 2021. Mas a si­na­li­za­ção e a su­bes­ta­ção, que são os gran­des con­cur­sos, se­rão lan­ça­dos em 2020”, afir­mou.

A mo­der­ni­za­ção da linha vai re­du­zir o consumo de ener­gia em 50%.

MI­GUEL A.LO­PES/LU­SA

A linha Lisboa-Cas­cais é a se­gun­da mais mo­vi­men­ta­da da re­de fer­ro­viá­ria na­ci­o­nal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.