Pre­ços em Lisboa che­gam a ser cin­co ve­zes aci­ma do país

Nas fre­gue­si­as da Mi­se­ri­cór­dia e de San­to An­tó­nio, o pre­ço das ca­sas ul­tra­pas­sou os 5 mil eu­ros, um va­lor que fi­ca qua­se cin­co ve­zes aci­ma da me­di­a­na na­ci­o­nal.

Jornal de Negócios - - MERCADOS -

Lisboa mantém-se co­mo a ci­da­de mais ca­ra de Portugal pa­ra com­prar ca­sa e, ape­sar de se re­gis­tar um abran­da­men­to das su­bi­das de pre­ços no ar­ran­que des­te ano, a dis­cre­pân­cia en­tre os va­lo­res da ca­pi­tal e do res­to do país con­ti­nua acen­tu­a­da. Em du­as fre­gue­si­as de Lisboa, os pre­ços ul­tra­pas­sa­ram os 5.000 eu­ros por me­tro qua­dra­do pe­la pri­mei­ra vez des­de que há re­gis­to, fi­xan­do-se em va­lo­res qua­se cin­co ve­zes aci­ma da­que­les que são re­gis­ta­dos a ní­vel na­ci­o­nal.

O va­lor me­di­a­no de ven­da das ca­sas no mu­ni­cí­pio de Lisboa fi­xou-se em 3.333 eu­ros por me­tro qua­dra­do no pri­mei­ro tri­mes­tre do ano, o que re­pre­sen­ta uma su­bi­da de 7,1% em re­la­ção a igual pe­río­do do ano pas­sa­do. Es­ta evo­lu­ção fi­ca abai­xo da que se ve­ri­fi­cou a ní­vel na­ci­o­nal, em que os pre­ços cres­ce­ram 10,5% pa­ra uma me­di­a­na de 1.117 eu­ros por me­tro qua­dra­do.

Con­tu­do, há fre­gue­si­as on­de os pre­ços cres­ce­ram a rit­mo mui­to mais ace­le­ra­do e on­de atin­gem va­lo­res mui­to su­pe­ri­o­res. Em San­to An­tó­nio, o pre­ço me­di­a­no su­biu 12,6% e fi­xou-se em 5.340 eu­ros por me­tro qua­dra­do, nú­me­ro que fi­ca 4,8 ve­zes aci­ma da me­di­a­na na­ci­o­nal. Na Mi­se­ri­cór­dia, os pre­ços me­di­a­nos dis­pa­ra­ram 19,2% pa­ra 5.112 eu­ros por me­tro qua­dra­do.

Em to­do o mu­ni­cí­pio, os va­lo­res só caí­ram em três fre­gue­si­as, em ter­mos ho­mó­lo­gos: Cam­po­li­de, Car­ni­de e São Vi­cen­te. Mes­mo as­sim, em to­das elas, os pre­ços me­di­a­nos ul­tra­pas­sa­ram os 3.000 eu­ros por me­tro qua­dra­do.

Santa Cla­ra con­ti­nua a ser a fre­gue­sia mais ba­ra­ta, apre­sen­tan­do, ain­da as­sim, pre­ços que re­pre­sen­tam mais do do­bro dos va­lo­res na­ci­o­nais: 2.393 eu­ros por me­tro qua­dra­do, uma su­bi­da de 16,3%.

Pre­ços ace­le­ram no Por­to

No Por­to, os pre­ços das ca­sas são mais pró­xi­mos da me­di­a­na na­ci­o­nal, mas as su­bi­das são mais acen­tu­a­das. No pri­mei­ro tri­mes­tre, o va­lor me­di­a­no das ca­sas cres­ceu 11,4%, fi­xan­do-se em 1.873 eu­ros por me­tro qua­dra­do.

Na união de fre­gue­si­as de Al­do­ar, Foz do Dou­ro e Ne­vo­gil­de, a mais ca­ra do Por­to, os pre­ços ul­tra­pas­sa­ram 2.500 eu­ros por me­tro qua­dra­do, en­quan­to em Cam­pa­nhã, a mais ba­ra­ta des­te mu­ni­cí­pio, fi­xa­ram-se em 1.208 eu­ros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.